Estratégia de marketing: conheça algumas das etapas que farão toda a diferença em seu negócio

Estratégia de marketing: conheça algumas das etapas que farão toda a diferença em seu negócio

Após aprender a criar uma base sólida para o planejamento de marketing do seu negócio em nossos dois últimos posts, chegou o momento de conhecer as etapas de uma eficiente estratégia.

Ao acompanhar e seguir cada um dos pontos que trazemos hoje, você poderá dar início ou mesmo corrigir seu negócio com maior solidez, sabendo que está com uma base bem preparada para enfrentar o mercado.

Acompanhe cada uma dessas etapas a seguir:

Trabalhe em equipe  

Ao definir estratégias para os principais objetivos da sua empresa, é primordial que, caso seja possível, você faça isso em conjunto. Afinal, como diz o ditado, “duas cabeças pensam melhor que uma” e isso não é diferente nesse contexto.

Apesar de haver momentos em que é preciso implementar uma visão mais pessoal e analítica dos processos de sua empresa, no momento da definição de estratégias para o seu negócio é bastante inteligente não se isolar e contar com outras opiniões.

Nesse caso, diferentes pontos de vista poderão agregar sua ideia e objetivo inicial com um upgrade, partindo do que foi apresentado por você com soluções que podem ser fora da caixa. 

Atente-se as sugestões de seus sócios, caso possua ou mesmo de seus colaboradores e juntos analisem o que o mercado tem feito nos últimos tempos e, principalmente, agora.

Brainstorming: o exercício criativo do qual você não deve abrir mão!

Uma das formas mais interessantes de se trabalhar em conjunto é por meio de um processo de brainstorming.

O brainstorming nada mais é do que um exercício criativo para que ideias sejam desenvolvidas com liberdade, tendo em vista um objetivo predeterminado.

Trata-se de uma das maneiras mais significativas de se trabalhar em conjunto.

Nesse momento, o ideal é não estabelecer limites ou regras que possam barrar a criatividade dos participantes. 

Ajustes e aperfeiçoamentos podem ser deixados para etapas futuras.

Colocando em prática

Para que o brainstorming possua eficiência, comece deixando claro o objetivo que precisa ser alcançado.  

Pode ser aumentar o número da carteira de clientes, por exemplo, ou o faturamento do negócio.

Não existe apenas uma única maneira de alcançar esses objetivos e, nesse mesmo contexto, é essencial saber que só é possível ter essa resposta baseada na compreensão do problema.

Tendo isso em mente, é essencial passar por essa etapa. Por isso, nunca abra mão do brainstorming nesse processo.

Feito isso, é possível partir para o terceiro passo: o filtro das melhores ações!

Filtre o que de mais interessante foi estipulado nas etapas anteriores

É preciso avaliar as ideias com base na capacidade que a empresa tem em executar o que foi levantado. Lembrando sempre de ser ambicioso e sobretudo, realista!

Faça a segmentação adequadamente

Fazer uma segmentação adequada em seu plano de marketing significa obter um profundo conhecimento do seu público-alvo.

Essa característica é primordial para que suas estratégias sejam bem definidas. Afinal, o seu negócio está diretamente ligado à satisfação do seu cliente e, por isso, conhecê-lo bem é tão importante quanto identificar os grandes diferenciais de seu negócio.

Para isso, uma boa estratégia baseia se em definir bem quem seriam seu clientes ideais.

Muitas empresas e prestadores de serviços, acreditam já ter sua persona definida. Todavia, é preciso levar mais critérios em conta que apenas, idade, sexo, classe econômica e região em que vivem.

É preciso obter riqueza de detalhes se você quiser desenvolver uma boa e relevante estratégia de marketing.

Esse aspecto requer uma pesquisa aprofundada, mas alguns dos quesitos primordiais que você deve ter em mente, fora os citados acima, são:

  1. Quais são os assuntos que interessam esse público?
  2. De que forma esse cliente busca informação?
  3. Quais são os desafios enfrentados por ele diariamente, que podem ser minimizados ou resolvidos com meu produto?
  4. Quais são suas principais dores?
  5. De que forma esse cliente busca informação?
  6. Qual seu nível de escolaridade?
  7. Quem ou quais são os fatores influenciadores nas suas tomadas de decisão? Amigos (as)? Filhos pequenos? Pessoas que trabalham como influenciadores digitais?

Através dessa pesquisa cuidadosa, você poderá ser muito mais assertivo em suas ações estratégicas de expansão do seu negócio.

Conheça a demanda por seus produtos e/ou serviços

Entender as demandas de seu público por seu produto e/ou serviço e, além disso, saber identificar as fraquezas da concorrência, fará com que você agregue diferenciais bastante competitivos ao longo dos anos. 

É um exercício contínuo que definirá o seu posicionamento no mercado.

Grandes e populares empresas possuem essa característica de maneira bastante marcada.

Sem essa percepção, você não somente fica à mercê de seus concorrentes, como também corre sérios riscos de ficar para trás no que tange a inovação de outros empreendedores que também atendem o seu mesmo nicho de mercado.

Por isso, independentemente do seu modelo de negócio, não deixe de analisar o que o seu público deseja e aprova, além de fazer um estudo especificado de seu comportamento, para que ele seja sempre bem atendido por seus produtos e serviços, contando com constantes diferenciais sobre a concorrência.

Defina ações e coloque-as em prática nos momentos certos 

Aqui, você precisa identificar quando aquela excelente estratégia levantada deve ser colocada em prática.

Nesse momento, é preciso ter sabedoria e cautela para alinhar bem a execução e períodos das ações.

Estabeleça prazos e saiba respeitá-los, não adiantando-os nem deixando-os atrasar

Nesse momento deixe que sua experiência ou mesmo feeling guiem você e sua equipe para encaixar as ações selecionadas.

Por exemplo: 

Determinada ação de marketing pode ser bastante certeira para uma data em especial e completamente irrelevante dias depois. É o caso de datas comemorativas, promoções de feriados em que o comércio é aquecido e etc.

Todavia, uma boa ação pode ser útil se colocada em prática no timing correto.

Na jornada de compras de um cliente, ser incisivo em uma ação de venda no momento em que o cliente deveria ter espaço para tomar a decisão, pode ocasionar na perda da oportunidade e até mesmo desse cliente em potencial definitivamente.

Além de colocar as ações estratégicas em ação no momento adequado, é importante, também, colocá-las em prática.

Parece óbvio, mas muitas equipes têm ideais, definem novas estratégias e nunca as colocam em prática. 

Isso ocasionará no retardamento no crescimento da sua empresa, colocando-o atrás de sua concorrência.

Projete os investimentos que serão necessários

É fundamental saber o quanto sua empresa tem em caixa à disposição de investimentos e como isso será distribuído.

Novamente é preciso ter em mente que nem sempre a ação mais custosa é a melhor para você no momento.

Muitas vezes, algumas mudanças simples no processo podem ser determinantes para uma melhor colocação no mercado.

Quer um exemplo?

Muitas empresas têm uma excelente infraestrutura, ponto de venda no local adequado, verba para investimentos em ações de marketing, bons e eficientes produtos, mas eles não são bem apresentados por seu pessoal de vendas.

Talvez uma melhora no atendimento oferecido por seus colaboradores seja o que está lhe impedindo de crescer ou fidelizar clientes.

Há diversos casos e motivos pelos quais empresas têm seu desenvolvimento estacionado. Por isso, a importância de analisar sempre seu negócio em todos os aspectos.

Uma estratégia eficiente inclui a analise dos resultados alcançados e a atualização do plano de ação

Ao seguir todas essas etapas em seu plano de marketing e colocá-las em ação é momento de observar se os objetivos traçados foram ou estão sendo alcançados.

Quanto mais satisfatórios forem os resultados obtidos, é possível concluir que melhor é a qualidade de seu planejamento estratégico. Do contrário, significa o mesmo.

Com essa identificação realizada, seguimos ao passo final do nosso plano de marketing, a sua atualização e ampliação de seus objetivos.

Se houver falhas, esse também é o momento de corrigi-las e adaptá-las para uma nova etapa.

Após conhecer e implementar essas etapas, ficará muito mais simples planejar, ajustar e executar um plano estratégico eficiente para o crescimento da sua empresa. 

Lembrando sempre que esse processo é bastante amplo e aqui citamos apenas algumas das estratégias a serem adotadas por você!

É importante ressaltar ainda que esse é método contínuo, o qual precisa tornar-se um hábito, para que como consequência, você se torne uma referência em seu mercado!

Gostou dessas dicas?

Então, não deixe de compartilhá-las com seus amigos e familiares que também empreendem ou desejam fazê-lo em breve.

Com algumas práticas simples é possível alcançar estabilidade e até mesmo crescimento mesmo em tempos de crise.

Ficou com alguma dúvida? 

Entre em contato conosco! Teremos um grande prazer em ajudá-lo a fazer o seu negócio crescer com estratégias bem desenvolvidas e baseadas em sua persona.

Acompanhe nosso blog para mais informações como essas semanalmente! 

Etapas do plano de marketing: conheça o passo a passo de uma estratégia eficiente

Etapas do plano de marketing: conheça o passo a passo de uma estratégia eficiente

Para se obter sucesso ao empreender, principalmente em tempos de crise mundial,  é essencial estar à frente dos concorrentes. Isso pode ocorrer com a adoção de estratégias eficientes de marketing.

Em nosso último post você pôde conferir a grande diferença que isso faz nas empresas e que, inclusive, tem sido um fator determinante para a sobrevivência no mercado atual.

Hoje trouxemos a você cada uma das etapas do plano de marketing que devem ser analisadas e colocadas em prática, caso você tenha o desejo de dar início ou mesmo continuidade a um negócio próprio, de maneira efetiva e duradoura!

Acompanhe como a seguir!

É preciso compreender o ambiente interno da sua organização

O primeiro passo para elaboração de um plano de marketing capaz de direcionar uma organização ao sucesso e estabilidade baseia-se em compreender o ambiente interno do seu negócio, isso inclui conhecer a si mesmo.

Isso serve tanto para negócios já lançados no mercado quanto para os que ainda não foram.

Entre as características que devem ser analisadas, estão: Questões financeiras, como o capital da empresa, disponibilidade para investimentos e afins.

Capacidade e funcionalidade de gerir pessoas

É preciso calcular o número de funcionários com os quais você contará e, posteriormente, os que ficarão responsáveis diretamente pelo planejamento de marketing da empresa.

Uma fase inicial de planejamento feita de forma minuciosa é parte essencial  de quaisquer organizações que possuem o desejo de começar com definições realistas e bem alinhadas. 

Após analisar o ambiente interno da empresa é possível passar para o próximo passo: conhecer o seu mercado.

Conheça o contexto do mercado

Conhecer o contexto do mercado no qual sua empresa está ou será estabelecida é uma maneira bastante inteligente de obter bases sólidas no seu plano de marketing.

Junto às informações coletadas em seu estudo do ambiente interno, você poderá analisar, por exemplo, os pontos fortes de seu negócio, serviços e produtos, além do seu diferencial.

Analisar o contexto de mercado requer dedicação e a observação de uma série de critérios. Eles são:

Critério econômico da região onde você está

É preciso inteirar-se a respeito da economia de sua região. Isso inclui a alta do câmbio e o quanto isso afetará seu produto, a crise do país e os níveis de consumo da população em relação ao que você oferece.

Ao entender esses pontos, você conseguirá organizar melhor seus planos de ação, planos esses essenciais para evitar que os impactos de uma baixa na economia prejudiquem seu negócio.  

Além disso, com esse estudo você consegue adaptar seus serviços e/ou produtos, entregando-os de forma mais otimizada, de acordo com a atual situação financeira geral da população.

Feito isso, que tal afunilar seu estudo de mercado para o seu segmento especificamente?

Após fazer uma análise ampla do cenário econômico, é preciso conhecer melhor o seu segmento especificamente e como ele está sendo afetado em momentos de crise.

Alguns negócios estão mais ou menos suscetíveis aos cenários de crise. Por isso, é preciso saber também como o seu se comporta em casos como esse, a fim de se preparar para eles ou mesmo mudar o direcionamento do seu negócio.

Quem são seus concorrentes?

O terceiro passo do seu plano eficiente de marketing deve ser baseado na análise da sua concorrência. Direta e indireta. Ou seja, quem vende produtos iguais ou semelhantes aos seus e os que ofertam produtos ou serviços que, mesmo diferente do seu, podem ser levantados como concorrência.

Analise e tome nota!:

  1.   Quem são os seus concorrentes?
  2.   O que eles têm para oferecer ao público?
  3.   Quais são os seus principais diferenciais?

Agora olhando para o seu próprio negócio avalie: De que forma sua empresa pode se tornar mais competitiva para estar à frente deles?

Um negócio não possui uma base solidificada para iniciar ou dar continuidade às suas atividades, quando questões como essas não são respondidas.

Isso porque é a partir delas que você entenderá o que precisa para entrar e conquistar o mercado que deseja.

Vencer os desafios impostos por seus concorrentes é essencial para isso!

Acreditar que tem mercado para todos, é uma meia verdade.

Em situações em que a economia sofre drásticas mudanças de forma repentina, apenas as empresas realmente solidificadas e com um excelente planejamento de marketing conseguirão permanecer com as portas abertas.

Localização e público-alvo

Hoje em dia, muitas empresas estão atuando somente com e-commerce, outras mesclam os dois tipos de venda, no ponto físico e pela internet.

Se for o seu caso, é importante analisar o local físico escolhido, afinal, esse é outro ponto que pode ser determinante para a sua sobrevivência no mercado.

Antes de definir a localização ideal para o seu ponto de venda ou analisar se a atual está interferindo em seus resultados, é preciso ter em mente algumas questões. Entre elas:

  1. Estou próximo a meu público-alvo?
  2. Meu estabelecimento pode ser acessado facilmente por ele?
  3. Meu público-alvo usa que tipo de veículo para se locomover?
  4. Meu ponto de venda é acessível para todos os meios de transporte que meu público-alvo utiliza?
  5. Os comércios ao redor contribuem ou atrapalham minhas vendas?
  6. É um local de passagem de pessoas?

Essas são apenas algumas das perguntas que você pode e deve se fazer para analisar a escolha ideal de um ponto de venda para seu negócio.

Fora isso é preciso analisar com cuidado quem é seu público-alvo, de forma minuciosa.

Essa etapa será fundamental para a elaboração das suas campanhas, para que sejam efetivas e tragam o retorno esperado.

Muitas pessoas trabalham constantemente sobre campanhas e alimentam suas redes sociais, mas não encontram bons resultados. Isso geralmente acontece por dois motivos:

Primeiro: falta de uma análise precisa dos pontos levantados até aqui, principalmente no que diz respeito à sua persona;

Segundo: ausência de profissionais capacitados para a execução das suas campanhas de marketing.

Tenha objetivos e metas realistas para seu negócio

É impossível chegar a qualquer lugar no mercado, sem antes saber onde se quer estar ou sem definir um plano para isso.

Tão importante quanto ter metas e objetivos é necessários traçá-los de forma realista.

É comum que diversos times e companhias confundam objetivos inalcançáveis com otimismo e “pensar alto”. No entanto, ao estabelecer metas muito altas é bastante provável que, além de não alcançá-las, sobrecarregue você e sua equipe, gerando uma constante sensação de impotência da parte de todos.

Tendo isso em vista, o ideal é escalonar suas metas, começando com simples e pequenas e aumentá-las gradualmente.

Parece óbvio, não é?

Mas diversas empresas, gestores e colaboradores ainda são acometidos com a sensação de fracasso, sem conseguir alcançar as metas estipuladas, exatamente por esse motivo.

Quer um exemplo prático?

Digamos que seu objetivo atual seja elaborar uma campanha de marketing, para captar novos clientes e aumentar o faturamento da sua empresa.

No entanto, sua organização é relativamente nova e possui um capital bastante reduzido para investimentos.

Será o momento de investir alto em uma única campanha, na esperança que ela apresente resultados milagrosos, ou seria melhor investir em alternativas viáveis e melhor planejadas, para obter assertividade dentro do orçamento que você possui?

O principal segredo da definição de metas e objetivos em um plano de marketing é reconhecer a sua realidade atual.

Estipule alvos que podem ser alcançados com o que você tem 

É preciso ter paciência para crescer da maneira correta, investindo o seu capital com cautela e estratégia. Afinal, é muito mais vantajoso seguir um passo de cada vez, do que investir tudo de uma vez e colocar seu negócio em risco.

Coordene estratégias

Ao definir os primeiros objetivos do seu plano de marketing, é momento de estabelecer as estratégias que farão com que você alcance essas metas.

Trata-se do mapa estratégico, que o fará chegar ao destino que você deseja.

Para ter definida uma boa estratégia em mãos, você precisará passar por algumas etapas práticas e que farão total diferença. Confira algumas delas em nosso post a seguir.

Empreendedorismo em tempos de crise: Saiba porque é o momento de investir em ideias e algumas maneiras para colocá-las em prática

Empreendedorismo em tempos de crise: Saiba porque é o momento de investir em ideias e algumas maneiras para colocá-las em prática

Para muitos, associar um momento de crise a investimentos, sejam eles de qualquer natureza, pode parecer uma estratégia oposta ao ideal.

No entanto, muitos brasileiros estão aproveitando o momento atual para inovar, se desafiar e colocar em prática projetos que estavam estacionados, além de alinhar aspectos de seus atuais empreendimentos. 

Diante de uma crise econômica, é comum que diversas empresas freiem suas atividades e investimentos, quando, na verdade, pode não ser o momento ideal para isso.

Novas ou consolidadas empresas terão a oportunidade de serem conhecidas por pessoas que antes não eram clientes.

Segundo a pesquisa Global Entrepreneurship (GEM), realizada no ano de 2015,  ano em que o Brasil enfrentava um forte recuo no produto interno bruto (PIB) e impasses políticos, a taxa de empreendedorismo do país foi de 39,3% maior que os índices dos 14 anos anteriores.

Ou seja, nesse mesmo ano, cerca de 52 milhões de brasileiros com idades entre 18 e 64 anos envolveram-se na criação e desenvolvimento de empresas, na condição de empreendedor em estágio inicial ou estabelecido.

Enquanto de um lado o desemprego não parava de crescer, do outro estavam brasileiros buscando soluções para investir, sobreviver e desenvolver suas ideias.

Destaque-se enquanto outros recuam!

Esse é o momento de diagnosticar o que sua empresa tem feito até então, o que apresenta resultados e o que pode ser melhorado.

Se você já empreende, essa é a hora de mostrar quais são os seus grandes diferenciais.

Se você tem planejado iniciar um negócio, é importante que você saiba que, no processo de criação de uma empresa, alguns elementos são essenciais, para que seja possível definir os rumos que o negócio seguirá com precisão e quais são as metas que almeja alcançar.

Um desses elementos é o chamado plano de marketing. 

Em tempos de crise, o plano de marketing é um aliado indispensável para definir os melhores caminhos que você deve tomar.

A importância de ter um plano de marketing e seu conceito

O Plano de marketing pode ser definido como o instrumento de gestão, que contribui para que uma empresa consiga alcançar suas metas de forma especificada.

É o caso de lançamentos de novos produtos, realização de promoções, relançamentos, otimização de vendas,  maior controle de gastos e investimentos internos, entre outros. 

Sem definir claramente quais são os objetivos e metas que sua empresa possui e o plano de ação que a levará a eles, você estará à mercê da própria sorte.

Essa é a diferença entre empresas com um bom e definido plano de marketing e as que não possuem. 

Em tempos de crise, isso ainda pode ser um fator decisivo de sobrevivência empresarial.

O plano de marketing pode ser definido como um guia para empresas se estabelecerem de maneira próspera no mercado.

Conheça a relação entre o plano de marketing e modelo de negócio

Independentemente do segmento ou modelo de negócio, o planejamento de marketing lhe ajudará a compor uma das fases mais importantes do seu processo de gestão, para que não haja nenhuma falha que comprometa os objetivos da empresa futuramente.

Um erro bastante frequente de empreendedores inexperientes é considerar que empresas pequenas não necessitam de um plano de marketing e que esse é essencial apenas para grandes companhias.

Isso compromete significamente a longevidade de diversas PMEs (pequenas e médias empresas).

Um erro bastante grave e muito frequente!

Ações tomadas sem a definição de uma estratégia fundamentada, podem custar caro e, na maioria dos casos, médios e pequenos negócios não contam com recursos excedentes para compensar esses furos e realizar um redirecionamento das estratégias.

A importância de compreender a manutenção dos objetivos a serem alcançados e conhecer cada uma das etapas do plano de marketing vão de encontro aos pontos-chave para a consolidação de uma empresa.

Conheça cada uma delas em nosso post a seguir! 

Engajamento de equipe em tempos de trabalho remoto: conheça algumas das melhores ferramentas

Engajamento de equipe em tempos de trabalho remoto: conheça algumas das melhores ferramentas

Em tempos de distanciamento social e trabalho remoto, conhecer ferramentas que gerem maior conectividade entre a sua equipe de trabalho é algo fundamental para manter a alta produtividade.

Tais ferramentas também contribuem para o senso de colaborativismo na resolução conjunta de questões e no bom e transparente relacionamento entre gestores e demais colaboradores.

Não é recente que ferramentas de produtividade e de gestão são excelentes aliadas de empresas que procuram manter suas equipe engajadas em projetos, demandas e metas da empresa.

Tendo em vista a repentina mudança do escritório formal, para a realização das atividades em casa, como muitas empresas ainda estão adotando, é comum que hajam alguns impactos, mas é preciso minimizá-los, principalmente pelo atual momento econômico em nosso país.

Veja também: 7 princípios básicos do marketing digital para reconsiderar durante a crise 

Mesmo que o home office seja uma prática cada vez mais comum e inclusive razão para o aumento de produtividade de muitos profissionais, a necessidade de manter todos os perfis de colaboradores engajados e comprometidos com o trabalho é bastante significativa e possui influência determinante nos resultados que a empresa terá.

Tendo todas essas informações em mente, é possível enxergar com clareza a importância que ferramentas adequadas, interação e confiança têm. É possível criar um ambiente de trabalho saudável e descontraído, promovendo maior produtividade e engajamento mesmo de forma remota e temporária.

Para saber como obter sucesso nessa empreitada, reconhecer os grandes destaques da sua empresa e ainda manter sua equipe motivada, acompanhe as indicações e ferramentas a seguir:

Engajamento de equipe em tempos de trabalho remoto: conheça algumas das melhores ferramentas

Nesse momento, diversas equipes e profissionais necessitarão de recursos que ofereçam um dinamismo de contato, que se assemelhe às reuniões presenciais. 

Fora isso, é importante ter à disposição ferramentas de trabalho que permitam que as atividades sejam realizadas com a mesma qualidade que são no escritório da empresa.

Com todos esses fatores em conjunto, é mais simples gerar condições de concentração e capacidade de atender à todas as demandas com dedicação, como estavam sendo anteriormente, sem que haja um declive.

Essa ação, muitas vezes, torna-se decisiva para inúmeros objetivos da organização, tanto a curto prazo como longo.

Mantenha  a tomada de decisões em conjunto

Se anteriormente, o bom relacionamento e tomada de decisões aconteciam de maneira conjunta, agora, não precisa ser diferente, mesmo estando em diferentes espaços físicos.

Por mais que essa possibilidade exista, é bastante importante e significativo para o colaborador,  que ele continue a contribuir e se sentir participante das tomadas de decisões remotamente, assim como sempre ocorreu.

Companhias que optam por esse modelo de gestão depositam sua confiança em sua equipe, que indireta ou diretamente, sentem a responsabilidade que isso possui.

Ao manter esses hábitos, uma empresa tende a se manter forte e com seu funcionamento na mesma velocidade, mesmo que os ganhos e número de novos contratos seja menor.

Empresas que agregam essas práticas, são empresas que possuem uma gestão eficaz e conseguem mantê-las, mesmo em condições divergentes.

Evite o acúmulo de demandas

Existem duas principais razões pelas quais demandas são acumuladas em uma organização por seus profissionais.

Primeira: quando há falta de engajamento dos colaboradores em questão;

Segunda: problemas operacionais;

Em ambos os casos é essencial realizar um diagnóstico, para entender e solucionar a questão.

Nenhuma das alternativas está ligada ao desleixo, mas sim, à problemas de adaptação ao trabalho remoto, o que pode ocorrer com diversas pessoas.

Lembrando, é claro, de que estamos levantando aqui o acúmulo de demandas e não o descumprimento de atividades em baixa escala.

Demandas acumuladas podem ser um grande problema aos objetivos de uma empresa, no entanto, é totalmente possível conseguir trabalhar de maneira efetiva e focando no planejamento que já existia anteriormente na empresa.

Com boas práticas e o aporte de ferramentas, é bastante simples e possível manter um nível eficiente de produtividade e fluxo de trabalho de cada colaborador.

Defina com sua equipe os pontos primordiais do trabalho

Com o engajamento de uma equipe remota funcionando bem, é naturalmente simples alinhar novas ideias, mesmo com um time fisicamente distante.  

Para a realização de reuniões, a prática a ser adotada são as videoconferências e, por meio delas, é possível conduzir as pautas costumeiras ou necessárias, da mesma forma que ocorreriam formalmente no escritório.

Veja ainda: Como se preparar adequadamente para reuniões online 

Sem a utilização desse recurso, muito provavelmente será difícil alinhar questões importantes do trabalho, principalmente na revisão de alguns pontos específicos e na análise de métricas, prática bastante frequente em equipes de marketing digital, por exemplo. 

Por isso, tenha a certeza de que todos os seus colaboradores estejam familiarizados com as videoconferências, do contrário, esforce-se para que esse objetivo seja alcançado.  

Conheça 3 ferramentas para atingir esse objetivo

1. Trello

Trata-se de uma das ferramentas mais populares do mercado, sendo adotada principalmente por equipes de de marketing.

No Trello é bastante simples criar novas tarefas, acompanhar o andamento delas e adicionar observações quando necessário.

A ferramenta também conta com a criação de grupos e possibilidade de mandar mensagens individuais para os participantes deles.

Com apresentação bastante intuitiva e prática, o Trello contribui muito com a produtividade e organização do seu time. Vale a pena experimentar!

2. Tangerino

Mesmo com uma frequente flexibilidade de horários de entrada, saída e pausa na rotina de trabalho de diversas empresas nos dias de hoje, o padrão de horas que devem ser cumpridas diariamente, não são revogáveis na maioria dos casos, sejam elas 4, 6, 7 ou 8 horas diárias.

O Tangerino pode ser uma excelente ferramenta a ser adotada por inúmeras empresas que trabalham esse e outros formatos.

É um software simples e que funciona como um controle de ponto digital remoto.

O colaborador acessa o aplicativo diariamente por meio de seu número de matrícula e a sua localização é compartilhada. Em Seguida, uma selfie pode ser tirada em seu ambiente de trabalho e o ponto é registrado.

3. Softwares de chamada de vídeo

Simples, eficientes e bastante populares, as chamadas de vídeo estão entre os recursos que mais se assemelham ao contato presencial para definição de pautas necessárias do ambiente de trabalho, apresentação de ideias entre outros. 

Através de chamadas de vídeo é possível inclusive contatar clientes com o objetivo de gerar maior proximidade ou manter a que já existia anteriormente. Um processo descomplicado que pode contribuir muito para que o impacto do distanciamento necessário seja minimizado ao máximo. 

Se adotadas e alinhadas com a abordagem correta, todas essas dicas poderão contribuir de maneira bastante significativa para que o trabalho de vendas da sua empresa e engajamento dos seus colaboradores seja continuado com a maior eficiência possível. 

Faça o teste! 

 

Comportamento dos consumidores durante e pós-crise: atente-se às atualizações 

Comportamento dos consumidores durante e pós-crise: atente-se às atualizações 

No dia 15 de Abril (2020) a Forbes Brasil, renomada revista estadunidense de negócios e economia, publicou uma matéria com o tema “Isolamento social pode mudar a cara do Brasil”.

Os últimos acontecimentos no mundo afetaram a economia global, fazendo com que diversas empresas se adaptem na sua forma de oferecer serviços e vender produtos. 

Fica evidente que, com a proporção que a situação tomou, é essencial se antecipar no que diz respeito a mudança do mercado, que possivelmente nunca mais voltará a ser o mesmo.

Se você acompanha nosso blog, sabe que temos como principal intuito antecipar disfunções e focar, principalmente, em resultados.

Insistimos muito na questão de recuperação pós-crise, porque entendemos a necessidade e urgência de estar prontos no segundo em que tudo isso passar, para a retomada dos números que foram desacelerados.

Pensando nisso e observando o comportamento repleto de mudanças no cenário atual, trouxemos algumas questões que devem ser observadas por você, para que seja possível adaptar seu negócio e estar à frente em suas estratégias.

Veja também: planejamento e estratégia para agora e para quando a crise passar 

Comportamento dos consumidores durante e pós-crise 

Segundo um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), juntamente com a Compre&Confie, entre a aparição do primeiro caso de coronavírus em nosso país e o dia 18 de março, vendas online de supermercados aumentaram 80%, mercado da saúde 11% e 83% o da beleza, quando comparados ao mesmo período no ano anterior.

Na primeira semana de isolamento houve certa ponderação e receio em relação às compras de maneira geral. 

No entanto, a segunda semana de isolamento oficial no país trouxe o senso de urgência nas pessoas e, com isso, o segundo estágio.

Com receio de não conhecer as possibilidades dos próximos dias, as pessoas resolveram estocar em casa o que pudessem.

No terceiro momento, já foi possível observar uma diminuição dessa urgência e uma segurança e aceitação maior em relação às compras online.

Foi uma excelente oportunidade de pessoas que ainda não tinha esse hábito, se abrirem para ele.

Veja mais: como redimensionar com eficiência vendas externas para internas 

Segundo Ricardo Rodrigues, CEO e fundador da Social Miner, “é provável que esse comportamento de compra mais recorrente continue após o isolamento, por causa da praticidade. O histórico do e commerce começa no Brasil com as pessoas comprando itens de tíquetes mais caros, como eletrônicos, mas isso mudou bastante atualmente, já que elas estão adquirindo itens mais baratos, dando continuidade à experiência”, afirma. 

Para o executivo, com essa alterações comportamentais que vêm acontecendo diariamente com o consumidor, uma mudança pós-pandemia é irremissível.

 “A situação atual está incentivando as pessoas a criarem novos hábitos e muitas delas estão experimentando isso pela primeira vez”, também afirma Rodrigues.

Isso quer dizer que, assim que as lojas estiverem todas reabertas, o discernimento e o nível de exigência dos consumidores estará em um outro nível, fomentando a experiência omnicanal.

Veja ainda: home office e as adaptação do formato de trabalho em novos tempos 

A Omnicanalidade

 A Omnicanalidade trata-se de uma estratégia que visa integrar todos os canais de venda, oferecendo ao cliente uma única experiência em todos eles. 

Na prática, o cliente poderá comprar seus produtos através do smartphone, notebook, chat online ou na loja física, por exemplo, e desfrutar do mesmo atendimento, ofertas e experiência de compra.

A Experiência 

À medida que a tecnologia progride, ela passa a se integrar cada vez mais às nossas vidas diárias, de forma que a vida real e o mundo online caminhem para funcionar cada vez mais em conjunto.

E à medida que as pessoas mudam os seus comportamentos, torna-se imprescindível que profissionais de marketing e empreendedores estejam prontos pra para reagir.  

É preciso, ao invés de pensar na experiência mobile ou desktop de seus clientes, focar em uma experiência unificada, ou seja – uma experiência omnicanal.

O Comportamento do e commerce

É fato que o período de isolamento trouxe novas oportunidades a alguns estabelecimentos online.

Boa parte das marcas assimilou que o posicionamento ideal é aquele que contribui com o consumidor, independentemente de venda no primeiro momento.

Fato é que diversas empresas têm pensado e executado ações fora de seu contexto, para mostrar que estão dispostos a contribuir também de outras maneiras, para o bem-estar comum, o que pode ser uma boa e efetiva estratégia, se for condizente com a visão e missão da empresa. 

adoção de estratégias visando o bem dos clientes ante o coronavírus. Foto/Reprodução: Alliance - Adobe

Hoje, as pessoas estão cada vez mais buscando por companhias humanizadas e, por isso, no atual momento, o mau posicionamento ou anulação de um específico pode ser fatal para a popularidade de uma marca.

Veja também: como aumentar sua conversão online em 2020

É de extrema importância que as organizações sejam transparentes. Quem ainda não entendeu esse fato, só tende a perder.

Por exemplo,  se o consumidor sabe que sua equipe está trabalhando de forma reduzida e tomando precauções novas, ele entenderá, de forma passiva, que sua entrega poderá demorar mais que o de costume.

É inevitável um momento de reflexão maior nesse momento em que as pessoas se encontram mais solitárias, o que estimula o senso de solidariedade em diversos aspectos.  

Os consumidores priorizam marcas que respeitam sua equipe e procuram proteger seus consumidores.

Relevância de dados constantes no cenário atual

Considerando a velocidade com que as mudanças estão ocorrendo, uma grande vantagem do comércio eletrônico em relação ao físico é a simplicidade e rapidez com que é possível analisar dados.

No online, isso pode ser feito em tempo real, contribuindo com ações imediatas e acertadas.

Tenha um canal de comunicação especificado para novos clientes 

Uma atitude que fará total diferença é possuir um canal de comunicação com as pessoas que estiverem passando pela experiência da compra online pela primeira vez.

É essencial ter em mente que, neste caso, a jornada de compra terá algumas particularidade, entre elas, um processo um pouco mais longo. 

Veja mais: as novas formas de obter sucesso no atendimento ao cliente 

Outro ponto que deve ser ressaltado é que nem sempre essa venda acontecerá na primeira visita.

No entanto, é essencial incentivar cada novo prospect ao fundo de funil, isso pode ocorrer alguns dias depois, ou mesmo quando se sentirem mais seguros, não anulando essa possibilidade.

Pela instabilidade dos empregos, é relevante as marcas atenuarem esse tipo de risco, dando um espaço saudável aos consumidores. Priorizando as impressões de que sua empresa está ali para ajudar sempre que necessário e não apenas para fechar uma venda o quanto antes possível.

Novamente, as pessoas se identificarão mais do que nunca com marcas humanizadas, que se importem com ela e as pessoas de forma geral.

Faz parte de uma jornada de compras completamente nova, essencial para quem deseja sobreviver, manter-se estável e ainda crescer nesses novos tempos.

Gostou de conhecer essas informações?

Então não deixe de acompanhar nosso blog e redes sociais, para saber muito mais.

Caso tenha alguma dúvida sobre as estratégias levantadas nesse post e como pode colocá-las em prática o quanto antes possível, entre em contato conosco.

 

Whatsapp