Empreendedorismo online: 6 dicas para começar acertando!

Empreendedorismo online: 6 dicas para começar acertando!

A CEO da Partners In Health, Sheila Davis, afirma que o maior erro que se pode cometer em meio à uma crise é esperar demais para agir.

Nos últimos meses, por consequência das grandes variações no cenário econômico, diversas pessoas se viram impelidas a adotar diferentes alternativas para manterem sua marca ativa.

Adaptações ou perda do formato de trabalho habitual, foram e estão sendo parte da rotina de milhares de pessoas tanto em nosso país, como no mundo.

Para os que já empreendiam, o foco foi voltado ao digital, tendo em vista que, por meio de ferramentas disponibilizadas na rede, é possível atender os clientes, incluindo aqueles em perspectiva, que estão adotando agora novas práticas de consumo, principalmente por estarem reclusos em suas casas.

Do outro lado, estão os que já possuíam o desejo de empreender e viram nesse período uma excelente oportunidade para pôr seus projetos em prática. No entanto, é costumeiro deparar-se com situações de insegurança quando pensado em abrir um novo negócio, principalmente quando analisado as diversas variáveis que essa questão engloba.

De fato, dar início a um novo negócio nunca será uma tarefa facilitada, principalmente quando falamos em empreendedorismo online. 

No entanto, é importante saber que essa configuração pode ser muito positiva, dado, inclusive, o comportamento do consumidor nos últimos meses. 

Por outro lado, esse formato requer características únicas, as quais, por exemplo, não são encontradas por compradores em um varejo tradicional.

Pensando nisso e em auxiliar você, empreendedor para que minimize falhas iniciais corriqueiras e garanta, de maneira mais abrangente, a efetividade de seu novo negócio, preparamos algumas dicas bastante valiosas. 

Acompanhe cada uma delas a seguir:

Entenda a crescente do empreendedorismo online nos últimos anos 

Não é de hoje, nem exclusivamente em razão dos últimos acontecimentos, que o crescimento do empreendedorismo online vem sendo observado.

Trata-se de uma resultante do novo movimento de consumo, o qual requer identificação com a marca apresentada, sua causa e benefícios ofertados ao seu público respectivo, tais como facilidades de pagamento, entrega dos produtos e mais.

As opções vão desde artigos de beleza, aos tradicionais itens de vestuário e acompanham uma vasta lista de predileções que buscam otimizar os desejos e buscas dos usuários.

A variedade é tão grande, que pode chegar, inclusive, a causar confusão para quem não está tão familiarizado ao mercado. Se esse é o seu caso, não deixe de tomar nota das indicações que preparamos!

1. Conheça todas as suas perspectivas

Se existe um benefício que as vendas online possibilitam, são as inúmeras perspectivas que podem ser aproveitadas por você, empreendedor, que, em um comercio offline, naturalmente poderiam ser mais dificultadas.

Entre as vantagens da opção podemos citar:

  • A perspectiva de escalar seu negócio de maneira muito mais acelerada;
  • A possibilidade de possuir um espaço físico muito menor;
  • Facilidade de atender demandas mais distantes;
  • A redução significativa de investimentos com funcionários. 

E os benefícios não param por aí!

Não são apenas os investimentos com pessoal e espaço físico que podem ser poupados. 

Esse cenário pode viabilizar, ainda, que você inicie com um capital muito mais enxuto e vá investindo de acordo com sua necessidade de expansão. Ou seja, gradualmente.

2. Planeje-se!

O planejamento é algo primordial dentro de uma organização para quaisquer etapas e projetos que ela possua, caso seja desejado alcançar um resultado assertivo. 

Empreendedorismo online Foto/Reprodução: Amy Hirschi - Unsplash 

Diferente do que muitos imaginam, isso nem sempre requer um orçamento vasto para ser posto em prática.

Para iniciar, você pode, por exemplo, fazer uso da ferramenta de gerenciamento estratégico Business Model Canvas. Uma maneira simples de esboçar e analisar como funcionará o seu negócio no começo. 

Baseia-se em um quadro lúdico e intuitivo que pode ser impresso em uma folha de tamanho A3 ou A2 (para ser melhor visualizado e não faltar espaços para as notas) e, posteriormente, preenchido com o auxílio de canetas de cores distintas para facilitar.

Dica extra: O uso de blocos coloridos de notas adesivas, também podem ajudar bastante nesse caso. 

Atente-se, nesse momento inicial, às informações básicas e primordiais do seu empreendimento. 

Entre elas, podemos citar:

  • Recursos;
  • Atividades;
  • Custos;
  • Canais de entrega;
  • Persona e etc.

3. O empreendedorismo online requer capacitação focalizada! 

Não é necessário, de início, tornar-se um expert em relação à todas as ferramentas e funcionalidades disponíveis para quem realiza vendas online. No entanto, quando falamos de princípios básicos é, sim, interessante, que você obtenha todos os que puder, para que o seu negócio seja direcionado, desde o princípio, ao objetivo que você realmente almeja.

Para obter êxito no mercado online, é irrevogável que você interesse-se por conceitos que permeiam o marketing digital, as metodologias de startups (empresas inovadoras cujos modelos de negócios podem ser replicados e geralmente são baseados em inovação), além, é claro, de preceitos da administração, caso ainda não os possua.

Todos esses pontos farão com que seu negócio tenha uma maior chance de obter sucesso nesse concorrido, mas ainda repleto de oportunidades, oceano.

4. Erros frequentes existem nessa etapa inicial: evite-os ao máximo!

É corriqueiro que, como toda a atividade que está iniciando, você se depare com alguns erros cometidos ao instituir sua plataforma online de vendas, entretanto, muitos deles podem e devem ser evitados! 

Alguns exemplos são:

  • Site com falhas na estruturação;
  • Preços muito superiores aos concorrentes que ofertam o mesmo produto ou semelhante;
  • Formulários longos de inscrição;
  • Dificuldade e limitação no campo de opções de pagamento, são alguns em que sua atenção deve estar voltada, para que suas chances de sucesso sejam aumentadas!

5. Valide sua proposta de negócio antes de despender investimentos 

Antes de investir seu tempo e finanças em uma ideia de negócio, certifique-se de validá-la!

É comum vermos diversas pessoas começarem um negócio e, em pouco tempo de atividade, desistirem da mesma por não terem enxergado uma possibilidade de dar sequência.

É parte de uma empresa com potencial de crescimento certificar-se, de fato, que ela possui capacidade de se transformar em algo rentável.

São diversas as maneiras que você pode comensurar isso, o importante é não abrir mão de uma excelente e minuciosa pesquisa de mercado!

6. O empreendedorismo online necessita contar com uma boa estratégia de marketing!

Ao passar por todos os passos indicados anteriormente, é preciso lembrar ainda que, para promover seu negócio online de maneira efetiva, existe uma série de ferramentas e estratégias eficientes que possuem excelente custo-benefício e não só podem como devem ser adotadas para o seu negócio.

Foque em um público-alvo específico e trabalhe com estratégias e campanhas voltadas a ele.

Por mais que o anseio e a urgência em divulgar sua marca e obter resultados exista, não perca o foco tentando atingir um amplo número de pessoas que nada tem a ver com seus propósitos.

Anúncios genéricos, por exemplo, tendem a ter uma menor efetividade, além de terem um custo maior. Por isso, não abra mão de uma boa estratégia de marketing e, caso reste alguma dúvida a esse respeito e como obter a melhor para seu empreendimento, entre em contato conosco!

Veja também:

Instagram Business: Conheça as atualizações que chegaram para auxiliar pequenos empreendedores

Marketing de conteúdo em novos tempos: Saiba qual é a melhor estratégia a ser colocada em prática 

Empreendedorismo em tempos de crise: Saiba porque é o momento de investir em ideias e algumas maneiras para colocá-las em prática

Gestão de tempo: Conheça sua importância e dicas de como fazê-lo em seu ofício 

Recursos do Instagram para pequenos negócios: Aprenda a utilizar de maneira fácil!

Recursos do Instagram para pequenos negócios: Aprenda a utilizar de maneira fácil!

Em nosso último post você pôde conhecer os novos recursos do Instagram lançados com intuito de auxiliar pequenos negócios locais a crescerem ou manterem-se ativos durante esse período de instabilidade econômica. 

Entre eles, recursos simples, mas eficientes, como os stickers de divulgação ‘Apoie as Pequenas Empresa’ e ‘Pedido de Refeição’, indicados para aqueles que atuam no ramo de alimentos.

Para iniciar é imprescindível que, além de possuir uma conta no Instagram, ela seja ‘Business’, ou seja, uma conta comercial.

Feito isso, basta acompanhar as indicações simples a seguir!:

Como utilizar o sticker ‘Apoie Pequenas Empresas’!

  1. Para iniciar, você deve criar um story. Escolha um vídeo ou foto teste de seu negócio.

Pode ser, tanto uma foto ou vídeo feito no momento, como uma mídia que você já tenha salvo na galeria de seu aparelho.

  1. Acesse o campo que oferta figurinhas e encontre a ‘Apoie as Pequenas Empresas’. Se desejar, você pode escrever isso na pesquisa, que logo ela aparecerá.novos-recursos-do-instagram-nova-figurinha-compralocal-imagem reproducao geek-publicitario
  2. Toque para que ela seja adicionada.
  3. Você observará que ela ficará posicionada sobre seu story, basta então que você insira o nome de usuário da sua empresa ou marca que deseja divulgar.

Obs.: Ao tocar no sticker você contará com a opção de deixar visível (ou não) as últimas publicações feitas pelo perfil da conta comercial. Opcional que fica a seu critério.

  1. O quinto e último passo é publicar o story e, após isso, basta acompanhar a interação gerada por ele.

Lembre-se sempre de responder à todas as interações e, de preferência, gerando uma nova resposta/ação.

Passo a passo para utilizar o recurso do Instagram Business intitulado ‘Pedido de Refeição’ 

  1. Abra o aplicativo do Instagram na tela inicial do seu perfil e acesse a área de edição.
  2. Clique em ‘Editar perfil’ e, na sequência, ‘Botões de ação’ na área de informações comerciais públicas da sua conta.
  3. Você visualizará a opção ‘Selecionar um botão’, toque em ‘Pedido de refeição’ e aproveite para conhecer os demais opcionais que o seu negócio pode usufruir na plataforma.
  4. Configure um dos parceiros citados em nosso post anterior, para que os pedidos sejam realizados.

Caso instruções extras sejam necessárias, acesse o site do (s) parceiro (s) escolhido (s) para obtê-las.

  1. O último passo é concluir a ação. Faça uso nos seus stories, para que um maior número de pedidos possa ser realizado!

Compartilhe! 

Veja também: 

Criação de conteúdo em novos tempos: Saiba qual é a melhor estratégia a ser colocada em prática 

Gestão de tempo dentro da organização: Conheça estratégias que podem ajudar

 

Criação de conteúdo em novos tempos: saiba qual é a melhor estratégia a ser colocada em prática 

Criação de conteúdo em novos tempos: saiba qual é a melhor estratégia a ser colocada em prática 

Não é de hoje que a importância da criação de conteúdo têm sido citada para o alavancamento de empresas, principalmente no que tange ao mercado digital.

Em períodos de crise, algumas medidas têm sido tomadas, a fim de fundamentar estratégias eficientes e que auxiliem na manutenção e sobrevivência de diversas empresas.

Um desses casos é a adoção ou melhora de conteúdos!

Eles possuem alta capacidade de engajar, comunicar e manter ativa a relação da sua marca com o seu público.

No Marketing Digital, a produção de conteúdos foi sempre uma ferramenta fundamental no desenvolvimento de ações, a qual se torna cada dia mais imprescindível. 

Com isso em mente é possível saber que ao planejar, desenvolver e compartilhar conteúdos, as empresas estão primordialmente procurando solucionar as principais buscas de seu público-alvo.

Por outro lado, ao levarmos em conta esse período, muito foi questionado sobre o que, de fato, é importante ser informado, sem perder de vista o foco principal: 

A também divulgação de produtos e serviços, além do envolvimento do público com sua marca.

Pensando nisso, preparamos hoje, alguns dos principais aprendizados que tivemos nos últimos meses, para lhe direcionar assertivamente em como atender sua audiência nesse período e após ele também.

Acompanhe a seguir!

Criação de conteúdo em meio à crise: saiba como definir pautas adequadas

Podemos resumir de maneira prática em 4 etapas o planejamento para a criação de conteúdo, sendo elas:
  • A compreensão do contexto da sua empresa;
  • Os objetivos que ela possui a curto e longo prazos;
  • A identificação de quem são seus consumidores-alvo;
  • Realização de um minucioso estudo sobre as dores dos mesmos.

Quando relacionamos esses princípios a um período de instabilidade e novas adaptações para diversas pessoas e organizações, compreendemos que, aqui, a relação empresa-consumidor não é e nem pode ser perdida de vista.

Por outro lado, o material produzido não apenas será continuado dando ênfase às dores cotidianas da persona, mas sim, em suas novas necessidades de forma muito mais especificada.

É preciso ter em mente como prioridade, as variações que esse público tem enfrentado em seu dia a dia nos últimos meses. 

Nesse caso, o conteúdo produzido deve compreender soluções para essas novas necessidades.

É o caso, por exemplo, do setor de saúde, o qual pode direcionar-se a conteúdos mais informativos.

Dicas para manter a saúde física e emocional em dia, por exemplo, são excelentes. 

O posicionamento da sua marca

Trata-se de uma estratégia indispensável em momentos de crise.

Ela evidenciará marcas que estão prontas para se adaptar, fazer a diferença e sobreviver. 

Além das vantagens comerciais, ao posicionar-se, é provável que seus consumidores sejam impactados positivamente pelo que sua empresa produzirá.

A relevância do conteúdo

De acordo com um artigo divulgado pelo Think With Google, as buscas por conteúdos com o termo ”em casa” e relacionados no Youtube, aumentaram cerca de 123%.

crescimento de acessos a conteúdos relacionados ao termo "em casa"

Ainda foi representado no mesmo artigo e período a jornada das pessoas durante esse processo no qual pôde ser observado três frentes de crescimento:

Primeiro: A busca de informações sobre as notícias atualizadas em meio à preocupação e equilíbrio da saúde emocional. 

Segundo: Adaptação à uma nova rotina e ideias do que fazer.

Terceiro: A compreensão dos fatos em relação aos impactos que estão sendo gerados e que ainda serão mais adiante.

Tudo isso nos leva ao ponto já citado anteriormente, da importância de proporcionar informações relevantes, que compreendam esse ciclo de necessidades.

Identifique onde está sua audiência atualmente e reinvente-se, se necessário!

O distanciamento social alimentou diferentes canais digitais de comunicação, já que, por vezes, foram a única maneira de que as pessoas tinham de se relacionar além de se entreter.

O Youtube, por exemplo, teve um aumento de 15,3% segundo uma análise de consumo realizada pelo New York Times.

A popular plataforma de filmes e séries Netflix também apresentou crescimento significativo de espectadores, bem como o Facebook.

Ainda em relação ao Youtube, em um outro artigo publicado pelo Google no Think With Google, uma pesquisa autodeclarada, mostra que 40% dos brasileiros afirmou ter passado mais de 3 horas do seu dia na plataforma de vídeos desde o mesmo período.

Criação de conteúdo em novos tempos: saiba qual é a melhor estratégia a ser colocada em prática 

Com esses dados em vista, chegou o momento de quem ainda não havia se adaptado às novas plataformas digitais de comunicação incluírem-nas em suas novas estratégias. 

Engajamento de equipe em tempos de trabalho remoto: Conheça algumas das melhores ferramentas!

De acordo com Renato Tornelli (Creative Product Lead BR, YouTube) e Willian Zanette (Product Activation Lead, Brand PSS Team) “Do ponto de vista estratégico, o YouTube também pode ser um importante catalisador para ampliar a relevância das marcas”.

Ainda citaram 3 maneiras que a plataforma pode ajudar nesse momento. 

A primeira delas: Com mensagens criativas

Por meio da plataforma, é possível que uma marca vincule suas mensagens criativas de forma automatizada. 

“Seja adaptando assets existentes com o Bumper Machine e o Director Mix, criando novos com o Video Builder, seja ajudando você a testar a melhor opção com o Video Experiments, é hora de explorar todas as suas possibilidades para testar ou adaptar cada elemento das suas peças ou campanha”, citaram. 

A segunda: Com uma presença relevante 

“Da preocupação com o impacto social mundial às adaptações na rotina durante o isolamento, retome os termos e assuntos mais buscados no YouTube para entender quais caminhos sua marca pode percorrer para se fazer presente (…) Além disso, também é possível encontrar usuários interessados em #hashtags que estão sendo utilizadas nos vídeos ou que estão buscando por tags específicas.”

A terceira e última, mas não menos importante: Com o controle das campanhas 

Os processos de trabalho estão sendo reavaliados!

Nesse período de fazer minuciosas reconsiderações, é possível assimilar o que deve ser continuado, pausado ou ainda iniciado. 

Veja também: Vendas externas para internas: saiba como redirecionar com eficiência!

Em paralelo a isso, o acompanhamento das campanhas se faz fundamental, tendo constantemente em mente o KPI (Key Performance Indicator/indicador-chave de desempenho) a ser atingido, para um controle efetivo. 

Reconhecer essas mudanças de comportamento serão uma grande oportunidade de avaliar a ação da sua marca de forma que seja mais utilitária e atrativa para o seu público. 

Isso permitirá o consumo de conteúdo nos mais diversos canais.

Como consequência, será gerado um maior engajamento, além de empatia ao consumidor, nos levando ao nosso próximo item!:

A importância da empatia na criação de conteúdo em meio à crise

O momento pede soluções empáticas e adoção de maior transparência nas ações em relação ao público e serviços prestados.

Mais que sobreviver, é preciso pensar nas pessoas, afinal, tudo o que é planejado, divulgado e distribuído é baseado nelas.

Para muitas empresas a adoção dessas práticas já é uma realidade, a qual, têm trazido resultados satisfatórios! 

É o que podemos observar nesse dado apresentado pelo Google Trend!

crescimento nas buscas por delivery de mercado perto de mim

Estabelecimentos como supermercados, farmácias e demais com app de delivery passaram a ofertar um serviço intitulado “entrega sem contato físico”.

O intuito é colaborar fornecendo maior segurança e comodidade aos clientes nesse período. 

Marcas que até então estavam prolongando a adoção de práticas mais humanizadas precisarão adequar-se o quanto antes. 

É a forma mais segura de continuar com as portas abertas, afinal, diversas mudanças chegaram e prometem, ao que tudo indica, mudar o comportamento dos consumidores para sempre.

Veja mais: Comportamento dos consumidores durante e pós-crise: atente-se as atualizações!

Boa parte das marcas assimilou que o posicionamento ideal é aquele que contribui com o consumidor, independente de venda num primeiro momento.

É tempo de fortalecer o relacionamento com o seu cliente por meio do conteúdo produzido

De acordo com o titular da disciplina de Marketing Internacional na Universidade NorthWestern, um dos centros mais relevantes de estudos empresariais do mundo, considerado “pai” do Marketing moderno e autor de “Marketing 4.0” e outras obras, Philip Kotler:

“Os vendedores de sucesso primeiro se preocupam com o com cliente, e, depois, com os produtos.” 

Isso indica que a forma como você pensa em seu cliente, se importa e coloca isso em prática, é cada dia mais relevante.

Em um cenário de crise, como o atual, priorizar a humanização e a conexão com o seu público por meio da criação de conteúdos empáticos e melhor direcionados poderá manter o engajamento, agregar valor à sua marca e ainda fortalecer os laços existentes. 

Gostou dessas dicas? 

Você também tem observado uma rápida necessidade de mudanças no mercado em relação a esses princípios?

Compartilhe conosco sua opinião nos comentários!

Comportamento dos consumidores durante e pós-crise: atente-se às atualizações 

Comportamento dos consumidores durante e pós-crise: atente-se às atualizações 

No dia 15 de Abril (2020) a Forbes Brasil, renomada revista estadunidense de negócios e economia, publicou uma matéria com o tema “Isolamento social pode mudar a cara do Brasil”.

Os últimos acontecimentos no mundo afetaram a economia global, fazendo com que diversas empresas se adaptem na sua forma de oferecer serviços e vender produtos. 

Fica evidente que, com a proporção que a situação tomou, é essencial se antecipar no que diz respeito a mudança do mercado, que possivelmente nunca mais voltará a ser o mesmo.

Se você acompanha nosso blog, sabe que temos como principal intuito antecipar disfunções e focar, principalmente, em resultados.

Insistimos muito na questão de recuperação pós-crise, porque entendemos a necessidade e urgência de estar prontos no segundo em que tudo isso passar, para a retomada dos números que foram desacelerados.

Pensando nisso e observando o comportamento repleto de mudanças no cenário atual, trouxemos algumas questões que devem ser observadas por você, para que seja possível adaptar seu negócio e estar à frente em suas estratégias.

Veja também: planejamento e estratégia para agora e para quando a crise passar 

Comportamento dos consumidores durante e pós-crise 

Segundo um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), juntamente com a Compre&Confie, entre a aparição do primeiro caso de coronavírus em nosso país e o dia 18 de março, vendas online de supermercados aumentaram 80%, mercado da saúde 11% e 83% o da beleza, quando comparados ao mesmo período no ano anterior.

Na primeira semana de isolamento houve certa ponderação e receio em relação às compras de maneira geral. 

No entanto, a segunda semana de isolamento oficial no país trouxe o senso de urgência nas pessoas e, com isso, o segundo estágio.

Com receio de não conhecer as possibilidades dos próximos dias, as pessoas resolveram estocar em casa o que pudessem.

No terceiro momento, já foi possível observar uma diminuição dessa urgência e uma segurança e aceitação maior em relação às compras online.

Foi uma excelente oportunidade de pessoas que ainda não tinha esse hábito, se abrirem para ele.

Veja mais: como redimensionar com eficiência vendas externas para internas 

Segundo Ricardo Rodrigues, CEO e fundador da Social Miner, “é provável que esse comportamento de compra mais recorrente continue após o isolamento, por causa da praticidade. O histórico do e commerce começa no Brasil com as pessoas comprando itens de tíquetes mais caros, como eletrônicos, mas isso mudou bastante atualmente, já que elas estão adquirindo itens mais baratos, dando continuidade à experiência”, afirma. 

Para o executivo, com essa alterações comportamentais que vêm acontecendo diariamente com o consumidor, uma mudança pós-pandemia é irremissível.

 “A situação atual está incentivando as pessoas a criarem novos hábitos e muitas delas estão experimentando isso pela primeira vez”, também afirma Rodrigues.

Isso quer dizer que, assim que as lojas estiverem todas reabertas, o discernimento e o nível de exigência dos consumidores estará em um outro nível, fomentando a experiência omnicanal.

Veja ainda: home office e as adaptação do formato de trabalho em novos tempos 

A Omnicanalidade

 A Omnicanalidade trata-se de uma estratégia que visa integrar todos os canais de venda, oferecendo ao cliente uma única experiência em todos eles. 

Na prática, o cliente poderá comprar seus produtos através do smartphone, notebook, chat online ou na loja física, por exemplo, e desfrutar do mesmo atendimento, ofertas e experiência de compra.

A Experiência 

À medida que a tecnologia progride, ela passa a se integrar cada vez mais às nossas vidas diárias, de forma que a vida real e o mundo online caminhem para funcionar cada vez mais em conjunto.

E à medida que as pessoas mudam os seus comportamentos, torna-se imprescindível que profissionais de marketing e empreendedores estejam prontos pra para reagir.  

É preciso, ao invés de pensar na experiência mobile ou desktop de seus clientes, focar em uma experiência unificada, ou seja – uma experiência omnicanal.

O Comportamento do e commerce

É fato que o período de isolamento trouxe novas oportunidades a alguns estabelecimentos online.

Boa parte das marcas assimilou que o posicionamento ideal é aquele que contribui com o consumidor, independentemente de venda no primeiro momento.

Fato é que diversas empresas têm pensado e executado ações fora de seu contexto, para mostrar que estão dispostos a contribuir também de outras maneiras, para o bem-estar comum, o que pode ser uma boa e efetiva estratégia, se for condizente com a visão e missão da empresa. 

adoção de estratégias visando o bem dos clientes ante o coronavírus. Foto/Reprodução: Alliance - Adobe

Hoje, as pessoas estão cada vez mais buscando por companhias humanizadas e, por isso, no atual momento, o mau posicionamento ou anulação de um específico pode ser fatal para a popularidade de uma marca.

Veja também: como aumentar sua conversão online em 2020

É de extrema importância que as organizações sejam transparentes. Quem ainda não entendeu esse fato, só tende a perder.

Por exemplo,  se o consumidor sabe que sua equipe está trabalhando de forma reduzida e tomando precauções novas, ele entenderá, de forma passiva, que sua entrega poderá demorar mais que o de costume.

É inevitável um momento de reflexão maior nesse momento em que as pessoas se encontram mais solitárias, o que estimula o senso de solidariedade em diversos aspectos.  

Os consumidores priorizam marcas que respeitam sua equipe e procuram proteger seus consumidores.

Relevância de dados constantes no cenário atual

Considerando a velocidade com que as mudanças estão ocorrendo, uma grande vantagem do comércio eletrônico em relação ao físico é a simplicidade e rapidez com que é possível analisar dados.

No online, isso pode ser feito em tempo real, contribuindo com ações imediatas e acertadas.

Tenha um canal de comunicação especificado para novos clientes 

Uma atitude que fará total diferença é possuir um canal de comunicação com as pessoas que estiverem passando pela experiência da compra online pela primeira vez.

É essencial ter em mente que, neste caso, a jornada de compra terá algumas particularidade, entre elas, um processo um pouco mais longo. 

Veja mais: as novas formas de obter sucesso no atendimento ao cliente 

Outro ponto que deve ser ressaltado é que nem sempre essa venda acontecerá na primeira visita.

No entanto, é essencial incentivar cada novo prospect ao fundo de funil, isso pode ocorrer alguns dias depois, ou mesmo quando se sentirem mais seguros, não anulando essa possibilidade.

Pela instabilidade dos empregos, é relevante as marcas atenuarem esse tipo de risco, dando um espaço saudável aos consumidores. Priorizando as impressões de que sua empresa está ali para ajudar sempre que necessário e não apenas para fechar uma venda o quanto antes possível.

Novamente, as pessoas se identificarão mais do que nunca com marcas humanizadas, que se importem com ela e as pessoas de forma geral.

Faz parte de uma jornada de compras completamente nova, essencial para quem deseja sobreviver, manter-se estável e ainda crescer nesses novos tempos.

Gostou de conhecer essas informações?

Então não deixe de acompanhar nosso blog e redes sociais, para saber muito mais.

Caso tenha alguma dúvida sobre as estratégias levantadas nesse post e como pode colocá-las em prática o quanto antes possível, entre em contato conosco.

 

7 princípios básicos do marketing digital para reconsiderar durante a crise 

7 princípios básicos do marketing digital para reconsiderar durante a crise 

Diversas medidas foram adotadas e estratégias reformuladas nas últimas semanas, tendo em vista a crise que a Covid-19 trouxe a diversos negócios e economia de maneira geral.

Todavia, é preciso ter em mente que, nesse momento, mais que criativas e revolucionárias ideias, seu negócio precisa garantir que o essencial esteja em ordem. 

Essa é a única maneira de assegurar que ele possa manter-se razoavelmente estável e pronto para sobreviver a essa fase de mudanças e ainda viabilizar a adição de novas estratégias e métodos de venda para garantir maior solidez.

Sem os aspectos fundamentais do Marketing Digital, que devem ser o ponto de partida para o planejamento de qualquer estratégia, fica difícil chegar a resultados satisfatórios, o que pode gerar estagnação ou até mesmo a queda de seus indicadores, mesmo em momentos “estáveis” da economia.

Por isso, nesse momento é fundamental se perguntar: 

“Será que minha estratégia contempla as práticas mais simples do Marketing Digital?”

No post de hoje, trouxemos 7 tópicos do Marketing Digital que devem ser revisados por você e colocados em prática o quanto antes possível, caso alguns deles esteja falhando ou mesmo em inatividade. 

Para conhecer cada um desses importantes aspectos, acompanhe nossa lista a seguir:

1. Acompanhamento periódico de resultados

Mesmo que suas estratégias estejam apresentando-se estabilizadas a um certo tempo, não justifica que haja uma diminuição na frequência na realização de monitoramentos e análises das métricas das campanhas que estejam rodando.

Um erro muito grande e bastante frequente que empresas cometem é acreditar que nada fará os resultados despencaram, apenas porque eles demonstram níveis constantes por um “bom” tempo.

Diversos fatores podem impactar consideravelmente seus números, mesmo que sua equipe e ações de Marketing estejam trabalhando a todo afinco.

Um grande exemplo disso é o momento atual de nossa economia e as mudanças que a pandemia do Coronavírus trouxe.

Além disso, é importante lembrar que algoritmos do Google, por exemplo, estão mudando constantemente, assim como os de redes sociais.

Essas mudanças, mesmo que pequenas, geram impactos grandes e, como consequência, podem diminuir o desempenho de suas campanhas digitais.

Outro fator que torna o monitoramento constante algo tão importante é a queda natural de engajamento, o que demanda uma análise minuciosa.  

Acompanhar a performance de todos esses aspectos deve ser uma constante, pois simples descuidos podem gerar erros graves, que seriam facilmente evitados com a adoção dessas elementares práticas.

2. Definição da identidade visual da sua marca

Não é de hoje que batemos na tecla da importância de definir e reafirmar a identidade de sua marca no mercado constantemente, já que é a partir do que ela é que o público-alvo é atraído e engajado.

De outro modo, como seria possível criar uma base sólida e continuar gerando oportunidades?

Tão relevante quanto ter uma identidade inicial é dar continuidade a ela de forma fiel.

Hoje, é muito comum com o crescimento demasiado de novos negócios observarmos a falha nesse quesito. 

Muitas até possuem uma identidade em suas marcas, mas logo se desprendem dela. Isso é um dos fatores de grande divisão entre negócios que não vingaram ou ainda terão retardo no seu crescimento.

Por mais que pareça um erro simples de ser evitado, há muitas marcas fugindo do que elas são, inclusive grandes, para poder se adequar momentaneamente a pautas populares, que modificam de tempos em tempos.

É o caso de marcas que nunca deram ênfase no tema sustentabilidade e agora tentarem se enquadrar a isso momentaneamente. 

Sem um planejamento adequado e preocupação fundamentada com esse ou outros temas, essas empresas enfrentarão problemas ao abraçar causas, sem conseguir aplicá-las de forma concreta em sua produção.

Desvios de identidade tendem a afastar consumidores, tanto os iniciais, que já se identificavam com a marca, quanto os engajados à causa específica, que está momentaneamente em alta, pois dificilmente se identificarão com os conteúdos e estratégias abordadas.

É claro que é possível realizar um reposicionamento em diversas oportunidades, todavia, isso requer um processo mais complexo.

Fugir da identidade muito provavelmente apenas afastará o público já conquistado até então por sua marca e diminuirá a efetividade das suas estratégias de marketing.

3. Definição periódica da persona

No início de uma estratégia com um time de marketing, um dos primeiros aspectos a ser analisado é sua persona, que acontece geralmente no início de um negócio ou ainda numa renovação de fase do mesmo. 

O que nem todos se recordam é que essa definição precisa estar constantemente atualizada.

Pense você, há quanto tempo a persona que sua estratégia digital está direcionada não é reavaliada?

Por mais que não seja um aspecto de frequente mudança, é importante, sempre que for possível tornar esse perfil ainda mais afunilado, para que suas ações sejam bem direcionadas, para gerar melhores resultados.

Tendo isso mente, procure realizar novas pesquisas e estudos sobre as preferências, hábitos de consumo, práticas e dados demográficos do seu público.

Mudanças significativas podem ocorrer a todo o momento, por isso é tão importante saber detectar quando os seus resultados estagnaram ou caíram devido a mudanças no comportamento dos seus consumidores-alvo.

4. SEO (on page)

O conceito de SEO trata-se de um dos aspectos fundamentais do Marketing Digital.

Afinal, a otimização de conteúdo deve ser devidamente adequada para figurar nos primeiros resultados do Google.

Adentrando esse tema, encontramos o SEO on page, um trabalho focado principalmente em páginas, como seu próprio nome já diz, com intuito de na busca de torná-las capazes assegurar essa impressão ao Google.

É um trabalho minucioso e extremamente necessário, repleto de elementos que fazem toda diferença no rankeamento das página em questão.

Entre algumas práticas fundamentais de SEO on Page, estão:

  • a otimização dos títulos dos conteúdos, levando em conta os aspectos positivos nos resultados (Title Tag), além de chamadas criativas e atraentes para o público e que indique claramente o tema abordado;
  • a aplicação da palavra-chave em pontos estratégicos do textos, tais como: títulos (H1), subtítulos, além de seu uso ao longo do conteúdo de forma natural e sem exageros;
  • conteúdo de qualidade capaz de responder às dúvidas do leitor sobre a pauta abordada;
  • uso de Meta Description;
  • velocidade de carregamento das páginas;
  • responsividade.

Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE, em dezembro de 2018 e divulgada no ano passado, no Brasil, cerca de 97% dos usuários da internet navegam utilizando smartphones. 

A partir desse levantamento, torna-se indispensável a otimização de sites para dispositivos móveis, tornando esse um dos aspectos fundamentais do Marketing Digital atualmente.

Do contrário, a rejeição tende a ser imediata e, quando isso não ocorre, ocasiona um impacto bastante negativo no engajamento do público.

Tendo isso em mente é importante que toda construção de página seja realizada a partir do conceito de responsividade.

Saiba mais sobre ele em nosso post a seguir!

Solução em meio a uma Pandemia: Planejamento e estratégia para agora e para quando a crise passar

Solução em meio a uma Pandemia: Planejamento e estratégia para agora e para quando a crise passar

O momento é de intensa ponderância e adoção de novas estratégias. É essencial focar em ações pós pandemia para que os prejuízos sejam minimizados imediatamente quando esse período passar. 

O início de tudo 

 A doença provocada por uma variação originada na China foi nomeada oficialmente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como COVID-19, em 11 de fevereiro.

Apesar de ser recente em território nacional,  a preocupação pelo contágio do vírus já afetou o comércio brasileiro de maneira bastante significativa.

Trata-se de uma retração forte, o que exige principalmente do varejo, medidas imediatas a serem tomadas, segundo o economista-chefe da ACSP, Marcel Solimeo.

 Mas por onde começar?

 Tendo em vista essas informações, torna-se indispensável estar presente nas mídias sociais. 

Se você já ouviu o popular ditado “quem não é visto não é lembrado”, saberá exatamente do que estamos falando. 

 Diversas empresas cogitaram nos últimos dias realizar uma brusca pausa em todas as suas atividades, considerando a diminuição significativa do público e números de vendas em seus espaços físicos, além do decreto realizado pela prefeitura de diversas cidades, que optou por impor essa decisão em prol da prevenção da disseminação do Coronavírus. 

É momento de fortalecer sua marca e intensificar o relacionamento que sua empresa possui com seus clientes e clientes em potencial.

E como colocar isso em prática?

Hoje, as pessoas estão cada vez mais próximas a suas marcas favoritas, isso graças à crescente das mídias sociais e suas ferramentas de interação.

Tendo isso em mente, uma excelente recomendação é: intensificar o uso das redes sociais e meios de interação virtual com seus clientes. 

As pessoas estão passando mais tempo em casa nesse período, como consequência, passam também mais horas utilizando as redes sociais.

Cabe a você aproveitar ou não esse momento a seu favor. 

É preciso traçar e colocar em prática desde já, um eficiente plano de retomada pós crise. Assim você não engatinhará junto a todos os seus concorrentes quando as portas de seu negócio puderem abrir novamente. 

Invista nos stories! 

 Os stories podem ser utilizados na criação de enquetes e através delas, você consegue ter um ágil retorno do que o seu público deseja consumir em sua página. 

Se você possui um restaurante, por exemplo, além das enquetes, você pode publicar com maior frequência, fotos elaboradas dos principais pratos que fazem sucesso em seu delivery.

 Outra ideia é tirar um tempinho para falar sobre a preocupação e normas de higiene que seu estabelecimento e equipe tem levado em conta nos últimos dias, a fim de tranquilizar os seus clientes.

Se faça presente nas telas dos aparelhos móveis no momento em que a vontade de comer algo diferente bater.

Se os seus clientes puderem confiar na procedência de seus produtos e serviços, com certeza pedirão com prazer, uma deliciosa e variada refeição para comer em casa.

 É momento de usufruir da alta dos serviços de entrega! 

Os serviços de entrega nunca foram tão populares quanto nos dias de hoje.

Se o seu negócio já conta com ele, foque nessa opção! Se não conta, é uma excelente oportunidade para repensar a estratégia.

Seguindo essa linha de pensamento, mesmo que seu negócio não seja do ramo alimentício, prestar serviços em casa para demonstrar produtos e ou serviços é uma excelente forma de dar continuidade as suas vendas, de maneira segura e mais cômoda para seus clientes.

Se nenhuma dessas possibilidades lhe for cabível, pode ser o momento ideal para focar em Branding, fora as estratégias de ataque pós-quarentena. 

Grandes marcas, se destacam por trabalhar seu fortalecimento por meio do Branding (gestão de marca).

 Mas o que é Branding? 

O Branding é a forma de gerir as estratégias de marca de uma empresa. 

Estratégia essa que inclui planejamento, criação e gerenciamento da sua identidade visual, a fim de potencializar a percepção que as pessoas têm do seu negócio.

Por meio do Branding seu negócio irá crescer de forma inteligente e consolidada, sempre voltado ao que sua marca é e de como você deseja que ela seja vista.

Uma marca não se resume apenas a elementos que formam um logotipo, ou que retratam uma identidade visual.

 Trata-se de um conjunto de sentimentos e experiências que o público criou e associa com seus serviços e/ou produtos.

Você nunca terá o controle total sobre a percepção que as pessoas terão de sua marca e é por conta disso que uma estratégia de Branding se faz essencial.

Essa estratégia poderá estabelecer a forma como sua empresa é percebida e o que lhe diferencia da concorrência, fazendo da sua marca única, a qual poderá entregar ao público experiências completas e satisfatórias do início ao fim. 

 Quer um exemplo? 

 Que nome de banco digital lhe vem à mente quando você vê um cartão de débito/crédito de cor roxa?

E que marca de aparelhos eletrônicos você associa a uma maçã mordida? 

Se a resposta imediata às perguntas foram: Nubank e Apple você já sabe exatamente como funciona uma estratégia de Branding na prática. 

É o que diferencia grandes empresas de sucesso das demais. 

É tempo de mostrar para o seu público que você é autoridade em seu mercado de atuação! 

Como fazer isso na prática?

Para continuar tendo relevância para os clientes na atualidade, é essencial ter visibilidade online. Certo? 

Entretanto, hoje não basta somente estar na internet e sim, de como você se posiciona nela para obter a atenção do seu público-alvo e angaria destaque, tendo em vista a forte concorrência.

É preciso adotar as melhores e mais modernas estratégias de obtenção de clientes, sendo o principal elemento de uma estratégia de Inbound Marketing.

Uma delas é o Marketing de Conteúdo, altamente recomendado por especialistas de todo o mundo. 

Mas o que é Marketing de Conteúdo? 

Muito se houve falar sobre Marketing de Conteúdo, mas ainda existem diversas empresas e marcas que não conhecem sua definição, propósito e principalmente os resultados deixados de lado quando essa estratégia não é inserida em um negócio.

Resumidamente, trata-se de uma forma de engajar o seu público-alvo, alimentá-lo e além de tudo, fazer da sua marca, uma especialista em seu ramo de atuação. 

Passou o tempo em que éramos condicionados a consumir passivamente as propagandas de comerciais de Televisão.

Hoje, o público tem muito mais poder para decidir o conteúdo que vai consumir ou não. 

O bom conteúdo não é focado apenas em venda, ele traz algum ou diversos benefícios para quem o acessa, esclarece dúvidas, resolve problemas e tem algo a ensinar.

A venda é apenas um complemento ou mesmo consequência desse processo.

De maneira geral as pessoas estão mais inclinadas a fazer negócios com marcas que já conhecem, gostam e se identificam.

O objetivo do Marketing é exatamente trazer resultados a empresas e é por meio do Marketing de Conteúdo que você poderá alcançar esse objetivo. 

O Facebook, mídia social lançada desde 4 de fevereiro de 2004, a qual já atingiu a marca de 1 bilhão de usuários ativos, tornando-a a maior rede social virtual de todo o mundo, pensando nas circunstâncias em que alguns negócios começaram a enfrentar devido o Coronavírus (COVID-19), listou 5 interessantes recomendações que podem ser adotadas nesse período e que você pode acessar clicando aqui. Além de um Guia Completo de Resiliência para Pequenos Negócios. 

A Conelly Propaganda acredita na diferença que boas estratégias de Marketing podem fazer, não apenas em períodos como este, mas sempre. 

Tendo isso em vista, estamos trabalhando a todo afinco em cima de estratégias pós crise para nossos clientes, a fim de que  que os prejuízos apresentados agora sejam minimizados e sobrepujados com muita eficiência no momento em que este período de reclusão acabar. 

Por isso, se você se interessou ou mesmo tem alguma dúvida sobre as estratégias sugeridas nesse post e necessita começar a planejar agora mesmo seu plano de ação, pós Coronavírus, basta entrar em contato conosco. 

Teremos um grande prazer em ajudá-lo a estar preparado desde já! 

Whatsapp