Como fazer e-mail marketing de modo fácil: acompanhe o passo a passo

Como fazer e-mail marketing de modo fácil: acompanhe o passo a passo

Em nosso último post você pôde aprender o que é o e-mail marketing, como ele funciona, suas vantagens e ainda a diferença entre eles e os spams. No entanto, após entender isso, para colocar essa estratégia em prática torna-se essencial aprender como fazer e-mail marketing. E é sobre isso o passo a passo que preparamos para você hoje!

Acompanhe a seguir:

Não é segredo para ninguém e nem trata-se de uma estratégia recente a adoção de e-mail marketing para alimentar leads, demonstrar vantagens e opções de serviços oferecidos por sua empresa e ainda fortalecer o vínculo com pessoas que já são suas clientes. 

Contudo, diversas pessoas ainda não sabem como construí-lo e que, apesar de simples, requer alguns truques primordiais, a fim de que a campanha apresentada seja bem-sucedida.

Saiba como fazer e-mail marketing para não cair no spam

Não somente de propagandas se faz um e-mail marketing!

O primeiro passo para que sua estratégia não seja perdida é entender que é preciso muito mais do que apenas encher a caixa de e-mail de seus leads e clientes com propagandas. Sendo assim, você precisa ofertar conteúdo interessante para os mesmos.

Ao gostarem do que é entregue por sua empresa, os leitores aceitarão com bom grado quando uma propaganda for enviada, bem como seus e-mails no geral. Portanto, lembre-se: informações interessantes e de qualidade são o primeiro passo para um e-mail marketing de sucesso!

Garanta a atenção de sua persona instantaneamente!

Prender a atenção dos espectadores desde o princípio é fundamental para gerar credibilidade e interesse por seus envios.

Então, apresente vantagens em seus conteúdos! 

Prender a atenção dos espectadores desde o princípio é fundamental. Brooke-cagle-unsplash

Por exemplo, utilize gráficos, livros virtuais ou outras ferramentas.

Surpreenda-a com brindes gratuitos

É fato que todas as pessoas gostam de receber presentes, não é mesmo? Principalmente quando não esperam. Essa sensação positiva pode ser utilizada em sua estratégia utilizando e-mail marketing.

Vale oferecer brindes, artigos ou ainda ferramentas para atrair visitantes ao seu site.

Trata-se de um gatilho muito eficiente e interessante a ser intercalado com suas demais estratégias para o e-mail marketing, lembrando que não é indicado que seja utilizada sempre, afinal, o intuito é surpreender!

Tenha um planejamento editorial

Tenha sempre uma lista atualizada de temas que podem atrair sua audiência.

Certifique-se de incluir, além de pautas informativas, aquelas que cumpram também com seu objetivo de vender os serviços e produtos despendidos por sua organização.

Frequência é essencial, mas cuidado para não exagerar nos envios!

No que permeia as estratégias de marketing, mesmo que você não tenha um vasto conhecimento, provavelmente sabe que nada é tão eficiente quanto a frequência. 

Porém, tão importante quanto começar e não esquecer de dar continuidade à utilização dessa ferramenta é a necessidade do equilíbrio do outro lado. Isso significa que:

Ao mandar muitos conteúdos para a caixa de entrada das pessoas, mesmo que válidos, é muito provável que você acabará saturando-as em relação à sua marca.

Mais textos e menos imagens

É fato que nos últimos tempos as pessoas têm lido menos e qualquer recurso visual contribui bastante para informar e ainda chamar a atenção das pessoas.

No e-mail marketing, ao contrário dessa onda, pelo menos no corpo do e-mail, agregá-las pode acabar prejudicando sua entrega.

Com isso em mente, busque priorizar conteúdos em texto. As imagens ainda podem ser usadas, mas atenção: ao utilizá-las, certifique-se de que foram codificadas adequadamente na ferramenta de envio.

Construindo sua mensagem

Para iniciar esse tópico, aí vai um dica valiosa: prefira, ao invés de fazer uma por uma, deixar seus conteúdos antecipadamente prontos.

Planeje uma sequência interessante entre um e outro. Isso, além de fazer maior sentido, ainda estimulará a curiosidade de sua audiência, o que será excelente para que eles continuem acompanhando tudo o que é enviado por sua marca.

Outra vantagem de organizar-se dessa maneira é contar ainda com uma visão sistêmica dos seus e-mails marketing, o que contribui muito na execução e planejamentos dos próximos passos a serem dados.

Meu conteúdo é relevante? Estou esclarecendo as dúvidas da minha persona?

Pergunte-se se o conteúdo abordado será relevante para o seu público ou ainda sanará as dúvidas que ele possui. Preze sempre por informações úteis e que vão de encontro ao que sua marca propõe.

Agora é só programar os envios!

Com um conteúdo de qualidade elaborado, basta apenas configurá-lo na ferramenta!

Gostou dessas dicas?

Com um passo a passo prático fica muito mais fácil colocar essa ferramenta em ação!

Além disso, é importante ainda conhecer algumas diretrizes para que esses e-mails não caiam na caixa de spam. Afinal, já imaginou despender tempo de planejamento e execução, para esses e-mails marketing serem descartados por falta de domínio técnico?

E é para que isso não aconteça que elaboramos algumas indicações!

Acompanhe em nosso próximo post.

Veja também:

Inbound e Mídia Paga: saiba como funciona e a importância para o seu negócio!

Jornada de Compra: saiba o que é, como funciona e os seus benefícios para uma organização ao colocá-la em prática 

E-mail marketing sem ser spam: como fazer e quais são as diferenças?

E-mail marketing sem ser spam: como fazer e quais são as diferenças?

Apesar de praticado por inúmeras empresas, o envio de spam, além de inadequado, pode ainda minar suas estratégias e negócio. Saiba como enviar e-mail marketing de maneira adequada e vantajosa por meio de algumas indicações simples: 

Se você acompanhou nossos últimos artigos, além de aprender sobre o que se trata a jornada de compras e sua extrema relevância, pôde também saber como colocá-la em prática. Entre as estratégias fundamentais para negócios relacionados a quaisquer mercados, que desejam ter excelentes resultados, está a nutrição do público.

Mesmo após ser direcionado ao fundo de funil e realizar uma compra, é fundamental continuar cuidando desse contato, a fim de estimular confiança e autoridade sobre seu produto/marca, além de fomentar novas compras.

É nesse momento que o seu cliente necessita saber que fez uma excelente escolha optando por sua marca! 

Você pode, por exemplo, enviar promoções especiais, cupons de desconto ou informá-lo previamente sobre uma nova campanha, para que ele se sinta privilegiado de alguma forma.

Compreendendo esses recursos, é essencial saber como fazer um e-mail marketing interessante ao seu público, sem ser invasivo, que é o que acontece com empresas que disparam spam.

Pensando nisso e como lhe ajudar ajudar a nutrir seus espectadores com conteúdos interessantes e promoções exclusivas, preparamos para você algumas indicações relevantes.

Acompanhe-as a seguir:

Mas, o que é e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma estratégia muito empregada no meio digital, que tem por objetivo enviar conteúdos informativos e também promocionais a uma lista específica de contatos.

Geralmente, esta lista está baseada em pessoas que têm ou já o demonstraram interesse anteriormente em seus produtos e serviços, podendo ser atraídas (no caso da nutrição de clientes) com oportunidades, para que interajam mais com a sua marca, incentivando a fidelização e, consequentemente, novas compras.

Como o e-mail marketing funciona?

Na prática, o e-mail marketing funciona da seguinte forma:

É realizado primeiramente um disparo de uma mensagem para uma segmentação de contatos por meio de uma ferramenta que disponibilize a opção. É importante saber que não é uma automação, pois está relacionado a mensagens de disparos individualizados e não a uma sequência que sistematiza outras ações.

Qual a diferença entre disparo de spam e de e-mail marketing?

Apesar de muitas pessoas associarem uma coisa à outra, a verdade é que há uma grande diferença entre e-mail marketing e spam. Entenda:

Entre as principais características que diferem uma opção da outra está, primeiramente, a permissão de quem o recebe.

No caso de spam, os e-mails são recebidos por milhares de pessoas que sequer permitiram o envio.

Devido a isso, eles são conhecidos por serem muito desagradáveis aos usuários, pois, além de encher a caixa de e-mail, muitas vezes não interessam aos hábitos de consumo daquele indivíduo.

O e-mail marketing, por outro lado, é enviado somente com o consentimento do titular. Isso  também beneficia a quem envia, já que se trata de um lead realmente interessado no que se tem a mostrar.

Por que tantas empresas dão, então, preferência ao envio de spam?

Apesar de incomodar muito menos e ser mais assertivo, no que diz respeito ao público, criar uma grande lista de contatos interessados requer algum tempo. 

Período esse que nem todas as empresas acreditam ser válido e importante esperar.

Muitas acabam, por isso, optando por simplesmente fazer uso de um software que mande e-mails a milhares de pessoas de forma não autorizada, com intuito de realizar alguns acertos e chegar a possíveis interessados. No entanto, apesar de ser popular, essa técnica é constantemente contraindicada, tendo em vista que, mesmo conseguindo um interessado dessa maneira, no mesmo período terão inúmeros insatisfeitos com sua marca.

Apesar de necessitar de mais esforço, o e-mail marketing compreende inúmeras vantagens. Sendo elas:  

1 – Oportunidade de segmentação

Ao ter um indivíduo cadastrado para o recebimentos de e-mails de sua marca, existe uma possibilidade de solicitar mais informações, para que conteúdos mais específicos e assertivos sejam enviados posteriormente. 

É o caso, por exemplo, das distinções por localidade, idade, interesses, etc.

Se uma promoção é válida apenas para uma cidade, você não perderá tempo, nem o fará com os clientes que não residem na mesma.

O similar não ocorrerá com produtos e serviços voltados ao público jovem, sendo enviado a clientes da melhor idade, etc. 

2 – Agilidade em comunicar

Sobre os principais benefícios da opção está o poder de alcançar, em alguns segundos, milhares de e-mails/pessoas.

Além disso, é fácil medir o resultado de uma campanha de e-mail marketing por meio do uso de links e parâmetros próprios nas mensagens por e-mail.

3 – Terá maior visibilidade

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dentre as principais razões da população para ter acesso à internet está a utilização do e-mail.

Isso significa que, dentre as diversas pessoas conectadas, em todo o mundo, a maioria delas consultará sua caixa de e-mails em algum momento.

Com isso em mente, é uma excelente estratégia ter sua marca exibida nesse ambiente.

4 – Um convite facilitado à interação

Basta um clique na mensagem enviada por sua marca para o lead ou cliente para que os mesmos sejam imediatamente direcionados ao seu site, redes sociais com novidades ou ainda a uma resposta ao que foi enviado. Até mesmo para solicitar a exclusão da lista e parar de receber esses e-mails por não ter mais interesse. O que também é bom, já que traz ganhos e maior assertividade nesses conteúdos enviados por sua organização.

5 – Excelente custo-benefício

Fora todos os benefícios já citados, quando colocamos no papel o custo para envio e recebimento de e-mail, podemos analisar que ele é quase nulo, considerando, principalmente, que o retorno de uma campanha bem planejada de e-mail marketing pode ser enorme.

Além disso, é possível desfrutar de uma relação de credibilidade entre a empresa e o cliente, analisando todos esses preceitos. 

Agora que você já sabe o que é o e-mail marketing e quais são suas principais vantagens, que tal saber como fazê-lo por meio de um passo a passo simplificado? 

Acompanhe em nosso próximo post!

Fique ligado em nossas redes sociais também para receber as novidades em tempo real!

Leia também:

Estratégia de marketing: conheça algumas das etapas que farão toda a diferença em seu negócio

Conteúdo interativo: Melhore seu engajamento com a estratégia  

Conteúdo interativo: Melhore seu engajamento com a estratégia  

Quando falamos nas tendências de marketing e apostas inteligentes para os próximos anos, podemos citar, sem dúvida, o conteúdo interativo, tendo em mente o desejo cada vez maior de clientes de serem participantes nas ações de suas marcas prediletas. Saiba mais:

Atração, retenção de clientes, manutenção do relacionamento, engajamento e conversa com as novas formas de consumir. Essas são apenas algumas das vantagens em adotar esse tipo de conteúdo em sua estratégia.

Quer entender como ela funciona e como empregá-la em seu plano de ações, para oferecer interessantes experiências aos usuários? 

Então acompanhe nossas indicações a seguir! 

Do que se trata o conteúdo interativo?

Trata-se de um conteúdo dinâmico que estimula a participação de sua audiência.

É possível que espectadores de sua marca realizem contribuições em seus tópicos.

Eles podem compreender diversas ações, entre elas: 

  • Responder;
  •  Clicar e tomar decisões de maneira diretamente participativa da jornada de compras.

Com isso, o usuário fica muito mais interessado em seu produto ou serviço oferecido e, além de tudo, sente-se mais valorizado.

Fora destacar-se ante à sua concorrência e aumentar o engajamento de suas páginas, ao incluir o conteúdo interativo, sua empresa poderá contar ainda com novas oportunidades de captar valiosos dados que contribuirão com o aumento de resultados e otimização de suas estratégias de marketing.

Estratégias que compreendem o conteúdo interativo

Antes de conhecer as dicas que apresentaremos e sair criando conteúdos baseados nelas, é primordial que você conheça e tenha bem definida sua persona, quais são suas dores e também necessidades a serem sanadas para que, assim, cada uma das estratégias desenvolvidas possa, de fato, chegar ao público desejado e surtir um efeito positivo.

Conheça os principais formatos para aplicar a estratégia em sua organização:

Transmissão ao vivo

Elas estão cada vez mais populares e não é à toa!

Principalmente pelo período de mudanças que as pessoas enfrentaram nos últimos meses, ferramentas online de interação foram bastante eficientes em diversas formas.

Mais que suprir a necessidade de comunicar-se com outras pessoas, a ferramenta gera proximidade e traz variados conteúdos muito relevantes para a vida profissional, social e emocional das pessoas.

Além de serem muito simples de reproduzir, as lives, por exemplificação, contribuem significativamente para aumentar o alcance de pessoas para sua marca.

Posts de múltipla escolha em redes sociais

Trata-se de uma das formas mais simples de gerar interação e, por isso, é uma das mais adotadas. 

Mesmo perfis de pessoa física utilizam exponencialmente a ferramenta para angariar engajamento.

Mesmo sendo uma ferramenta simples, empresas de maior porte podem e devem utilizá-la também! 

Empregue-a fazendo postagens de múltipla escolha nas redes sociais.

Para não exagerar no uso ou fazê-lo com intervalos muito grandes, consulte a empresa responsável pelo marketing de sua organização e obtenha a instrução sobre o melhor intervalo de utilização das mesmas.

Conteúdo interativo na prática

Na prática, é possível, no stories do Instagram, fazer perguntas aos seus seguidores sobre assuntos que desejam conhecer mais, produtos que querem ver ou preferem, e assim por diante.

Essa também é uma excelente, simples e rápida maneira de mostrar e saber o que seu público prefere dentro do que você anuncia/distribui.

Vídeos interativos

Vídeos interativos

“Você Radical” (You vs. Wild) com Bear Grylls, da Netflix. 

Os vídeos interativos admitem a participação de espectadores da narrativa, podendo esses tomar decisões por meio de ações ou cliques em páginas de destinos.

Baseia-se em uma estratégia antiga, mas que tem um efeito muito interessante, principalmente nos dias de hoje, tanto para o titular do vídeo como para os participantes.

Para quem não tinha o conhecimento, o YouTube, inclusive, já permite a integração de cartões de interação.

Quer um exemplo prático disso?

Na Netflix já existem conteúdos em que o público pode escolher as ações tomadas pelo (s) protagonista (s) do mesmo.

Dois grandes exemplares desse modelo de conteúdo interativo são:

  •  You vs. Wild (como na imagem demonstrada acima);
  •  Black Mirror.  

De acordo com a empresa, o novo modelo de programa trás um grande diferencial ao público, tendo em mente que o mercado de streamings está cada vez mais concorrido. 

Redd Hasting (CEO da Netflix) acredita que a interação entre o público e as séries disponibilizadas na plataforma com esses recursos deve crescer e ser um nicho cada vez mais explorado em lançamentos futuros da companhia.

Conceitos semelhantes, já puderam ser vistos inclusive em canais de tv aberta anteriormente. 

Você decide - programa de tv interativo

Com início em 1992, por exemplificação, o programa intitulado ‘Você Decide’ no ar até 2000, permitia a interação dos espectadores. 

E-books, mapas e infográficos interativos

Quando falamos em materiais ricos, também conhecidos por infográficos, e-books e outros que reservam diversos dados, imagens e informações relevantes em um único conteúdo, já trazemos uma opção bastante engajante na estratégia de um negócio. Entretanto, é possível aproveitar ainda mais esses ao seu favor, tornando-os mais envolventes para seus espectadores, que é o que acontece quando esses materiais contam com ações interativas. 

Entre essas podemos citar opções como:

  • Calculadoras (que ajudam a mostrar ao consumidor como o seu produto pode ajudá-lo a poupar recursos);
  • Revelar dados de acordo com a movimentação do cursor do mouse;
  • Revelar dados conforme a interação do usuário no conteúdo;
  • Utilizar efeitos de zoom em imagens;
  • Adicionar quizzes;
  • Disponibilizar questionários interessantes, entre outros. 

Testes, quizzes e questionários, por sua vez, são bastante populares e ainda possuem um enorme potencial de engajamento. 

Quer um exemplo?

Vide, exemplificando, o Buzzfeed que disponibiliza testes que ficaram bastante conhecidos. 

Esses, por sua vez, mais que entreter, ainda apresentam o benefício da coleta de dados relevantes sobre os seus clientes que, assim como outras opções já citadas, também poderão ajudá-lo a aprimorar suas estratégias de marketing.

Gostou dessas dicas?

Que estratégias das citadas você já faz uso e pôde observar um crescimento significativo de sua audiência ou resultados alcançados?

Compartilhe conosco nos comentários!

Tem o desejo de começar a produzir conteúdo interativo e não sabe por onde? 

Algumas ferramentas já disponibilizadas no mercado podem lhe ajudar com isso e falaremos sobre elas em nosso próximo post! 

Ficou com alguma dúvida sobre a adoção do opcional para sua marca? 

Fale conosco! 

Inbound e Mídia Paga: Saiba como funciona e a importância para o seu negócio!

Marketing de conteúdo e funil de vendas: Conheça a relevância da relação!

Inbound e Mídia Paga: Saiba como funciona e a importância para o seu negócio!

Inbound e Mídia Paga: Saiba como funciona e a importância para o seu negócio!

Muito fala-se sobre o Inbound Marketing e, navegando pela internet, podemos encontrar uma série de definições e explicações a respeito.
Hoje esclareceremos o termo e traremos a sua importância, segundo a nossa ótica.

Acompanhe!

Em síntese, trata-se de um conjunto de estratégias e táticas de marketing digital elaboradas com o objetivo de oferecer resultados por meio de um conteúdo interessante para o seu cliente ou usuário, não gerando mais interrupções e sim interação através de um conteúdo relevante que ele mesmo (o cliente) esteja em busca ou que, de alguma forma, seja detectada a sua necessidade.

Para isso, temos diferentes “packs” dependendo do perfil de cada cliente e da relação investimento x resultados.

Como cada um dos nossos parceiros possui objetivos e segmentos diferentes de negócio, procuramos encaixar cada um no estilo que melhor se adéqua a essa relação. Essas ações, para serem efetivas, também demandam equipe especializada, monitoramento constante e além disso, estudo contínuo sobre as novidades e tendências de cada mercado.

Em resumo, as explicações dadas na teoria mudam de cenário quando partimos para a prática.

Isso significa que não é possível realizar um trabalho bem feito de inbound ou qualquer outra estratégia de marketing sem planejamento ou sozinho, sem se atualizar e estar em contato direto com as últimas tendências e alterações desse mundo tão dinâmico em que se transformou a propaganda e as mídias digitais.

Na busca por resultados e de uma relação mais próxima com os consumidores, utilizamos  recursos como:

  • E-mail marketing;
  • CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente);
  • Mídias pagas (Facebook Ads, Google Ads), entre outros.

Além disso, procuramos ainda atrair o cliente por meio de conteúdo segmentado (Blogs), Social Media ou SEO e buscamos converter o mesmo através de Call to Action ou Landing Pages.

Todo esse esforço em prol de alguns objetivos.

Sendo eles:

  • Gerar vendas;
  • Criar afinidade com a marca ou conquistar esse consumidor.

Tudo alinhado com os objetivos de cada cliente e o que é definido como “lead” para cada campanha específica.

Funcionamento do Inbound Marketing

Inicialmente é essencial atrair novos clientes para o seu site. 

Para isso, é preciso utilizar blogs e sites referenciais, auxiliando o usuário a lhe encontrar ao entrar em buscadores, como o Google, por exemplo.

Um meio muito eficiente de atrair esses visitantes é fazendo o uso das redes sociais, já que, por meio dessas, as pessoas buscam se aproximar das marcas e ter uma relação mais pessoal com elas.

Feito isso, é preciso converter!

Nessa etapa, o seu visitante ou usuário se transforma em um “lead” e, se esse for bem informado e conquistado, posteriormente pode se tornar um cliente.

Entenda o Lead

O “Lead” é caracterizado ao se oferecer um conteúdo em troca de algum contato com essa pessoa. 

A exemplo disso, podemos citar os e-books, em que o visitante se cadastra, deixa o seu e-mail entre outras informações e tem acesso a um conteúdo específico disponibilizado por sua empresa.

Seguindo o fluxo do Inbound, é preciso se aproximar do seu possível cliente, entendendo seus anseios, necessidades e objetivos. O importante nesse ponto, deve ser sempre manter um bom relacionamento, pesquisando e tentando oferecer seu produto ou serviço com algum diferencial, fazendo com que você se destaque frente à concorrência.

Mídias Pagas

Investir é essencial!

A mídia paga é quando realizamos uma série de estratégias de exposição de marca em troca de pagamento.

Investe-se para que a empresa ou negócio tenha maior visibilidade. 

A regra é básica, investe-se em Facebook Ads ou Google Ads, a citar como exemplo, a fim de que a empresa ou marca seja vista e reconhecida. Aumentando o contato das pessoas com a sua marca, a tendência é observar esse crescimento também nas conversões, desde que as estratégias elaboradas estejam adequadas ao seu negócio e público.

Uma grande vantagem nas mídias digitais é que podemos segmentar o público, seja por região, idade, poder aquisitivo ou também preferências. 

Isso permite a você estar mais próximo ao seu consumidor potencial.  

Tendo isso em vista, nossa dica é combinar a sua publicidade com conteúdo interessante, estudando os melhores canais de divulgação e, por conseguinte, despertando o interesse de seu cliente.

Ficou com alguma dúvida?

Deixe uma mensagem ou entre em contato com a nossa equipe, teremos o maior prazer em esclarecer!

Veja também: 

Empreendedorismo online: 6 dicas para começar acertando!

Marketing de conteúdo e funil de vendas: Conheça a relevância da relação!

Gestão de tempo: Conheça sua importância e dicas de como fazê-lo em seu ofício

 

Whatsapp