VOLTAR PARA O BLOG

Para se obter sucesso ao empreender, principalmente em tempos de crise mundial,  é essencial estar à frente dos concorrentes. Isso pode ocorrer com a adoção de estratégias eficientes de marketing.

Em nosso último post você pôde conferir a grande diferença que isso faz nas empresas e que, inclusive, tem sido um fator determinante para a sobrevivência no mercado atual.

Hoje trouxemos a você cada uma das etapas do plano de marketing que devem ser analisadas e colocadas em prática, caso você tenha o desejo de dar início ou mesmo continuidade a um negócio próprio, de maneira efetiva e duradoura!

Acompanhe como a seguir!

É preciso compreender o ambiente interno da sua organização

O primeiro passo para elaboração de um plano de marketing capaz de direcionar uma organização ao sucesso e estabilidade baseia-se em compreender o ambiente interno do seu negócio, isso inclui conhecer a si mesmo.

Isso serve tanto para negócios já lançados no mercado quanto para os que ainda não foram.

Entre as características que devem ser analisadas, estão: Questões financeiras, como o capital da empresa, disponibilidade para investimentos e afins.

Capacidade e funcionalidade de gerir pessoas

É preciso calcular o número de funcionários com os quais você contará e, posteriormente, os que ficarão responsáveis diretamente pelo planejamento de marketing da empresa.

Uma fase inicial de planejamento feita de forma minuciosa é parte essencial  de quaisquer organizações que possuem o desejo de começar com definições realistas e bem alinhadas. 

Após analisar o ambiente interno da empresa é possível passar para o próximo passo: conhecer o seu mercado.

Conheça o contexto do mercado

Conhecer o contexto do mercado no qual sua empresa está ou será estabelecida é uma maneira bastante inteligente de obter bases sólidas no seu plano de marketing.

Junto às informações coletadas em seu estudo do ambiente interno, você poderá analisar, por exemplo, os pontos fortes de seu negócio, serviços e produtos, além do seu diferencial.

Analisar o contexto de mercado requer dedicação e a observação de uma série de critérios. Eles são:

Critério econômico da região onde você está

É preciso inteirar-se a respeito da economia de sua região. Isso inclui a alta do câmbio e o quanto isso afetará seu produto, a crise do país e os níveis de consumo da população em relação ao que você oferece.

Ao entender esses pontos, você conseguirá organizar melhor seus planos de ação, planos esses essenciais para evitar que os impactos de uma baixa na economia prejudiquem seu negócio.  

Além disso, com esse estudo você consegue adaptar seus serviços e/ou produtos, entregando-os de forma mais otimizada, de acordo com a atual situação financeira geral da população.

Feito isso, que tal afunilar seu estudo de mercado para o seu segmento especificamente?

Após fazer uma análise ampla do cenário econômico, é preciso conhecer melhor o seu segmento especificamente e como ele está sendo afetado em momentos de crise.

Alguns negócios estão mais ou menos suscetíveis aos cenários de crise. Por isso, é preciso saber também como o seu se comporta em casos como esse, a fim de se preparar para eles ou mesmo mudar o direcionamento do seu negócio.

Quem são seus concorrentes?

O terceiro passo do seu plano eficiente de marketing deve ser baseado na análise da sua concorrência. Direta e indireta. Ou seja, quem vende produtos iguais ou semelhantes aos seus e os que ofertam produtos ou serviços que, mesmo diferente do seu, podem ser levantados como concorrência.

Analise e tome nota!:

  1.   Quem são os seus concorrentes?
  2.   O que eles têm para oferecer ao público?
  3.   Quais são os seus principais diferenciais?

Agora olhando para o seu próprio negócio avalie: De que forma sua empresa pode se tornar mais competitiva para estar à frente deles?

Um negócio não possui uma base solidificada para iniciar ou dar continuidade às suas atividades, quando questões como essas não são respondidas.

Isso porque é a partir delas que você entenderá o que precisa para entrar e conquistar o mercado que deseja.

Vencer os desafios impostos por seus concorrentes é essencial para isso!

Acreditar que tem mercado para todos, é uma meia verdade.

Em situações em que a economia sofre drásticas mudanças de forma repentina, apenas as empresas realmente solidificadas e com um excelente planejamento de marketing conseguirão permanecer com as portas abertas.

Localização e público-alvo

Hoje em dia, muitas empresas estão atuando somente com e-commerce, outras mesclam os dois tipos de venda, no ponto físico e pela internet.

Se for o seu caso, é importante analisar o local físico escolhido, afinal, esse é outro ponto que pode ser determinante para a sua sobrevivência no mercado.

Antes de definir a localização ideal para o seu ponto de venda ou analisar se a atual está interferindo em seus resultados, é preciso ter em mente algumas questões. Entre elas:

  1. Estou próximo a meu público-alvo?
  2. Meu estabelecimento pode ser acessado facilmente por ele?
  3. Meu público-alvo usa que tipo de veículo para se locomover?
  4. Meu ponto de venda é acessível para todos os meios de transporte que meu público-alvo utiliza?
  5. Os comércios ao redor contribuem ou atrapalham minhas vendas?
  6. É um local de passagem de pessoas?

Essas são apenas algumas das perguntas que você pode e deve se fazer para analisar a escolha ideal de um ponto de venda para seu negócio.

Fora isso é preciso analisar com cuidado quem é seu público-alvo, de forma minuciosa.

Essa etapa será fundamental para a elaboração das suas campanhas, para que sejam efetivas e tragam o retorno esperado.

Muitas pessoas trabalham constantemente sobre campanhas e alimentam suas redes sociais, mas não encontram bons resultados. Isso geralmente acontece por dois motivos:

Primeiro: falta de uma análise precisa dos pontos levantados até aqui, principalmente no que diz respeito à sua persona;

Segundo: ausência de profissionais capacitados para a execução das suas campanhas de marketing.

Tenha objetivos e metas realistas para seu negócio

É impossível chegar a qualquer lugar no mercado, sem antes saber onde se quer estar ou sem definir um plano para isso.

Tão importante quanto ter metas e objetivos é necessários traçá-los de forma realista.

É comum que diversos times e companhias confundam objetivos inalcançáveis com otimismo e “pensar alto”. No entanto, ao estabelecer metas muito altas é bastante provável que, além de não alcançá-las, sobrecarregue você e sua equipe, gerando uma constante sensação de impotência da parte de todos.

Tendo isso em vista, o ideal é escalonar suas metas, começando com simples e pequenas e aumentá-las gradualmente.

Parece óbvio, não é?

Mas diversas empresas, gestores e colaboradores ainda são acometidos com a sensação de fracasso, sem conseguir alcançar as metas estipuladas, exatamente por esse motivo.

Quer um exemplo prático?

Digamos que seu objetivo atual seja elaborar uma campanha de marketing, para captar novos clientes e aumentar o faturamento da sua empresa.

No entanto, sua organização é relativamente nova e possui um capital bastante reduzido para investimentos.

Será o momento de investir alto em uma única campanha, na esperança que ela apresente resultados milagrosos, ou seria melhor investir em alternativas viáveis e melhor planejadas, para obter assertividade dentro do orçamento que você possui?

O principal segredo da definição de metas e objetivos em um plano de marketing é reconhecer a sua realidade atual.

Estipule alvos que podem ser alcançados com o que você tem 

É preciso ter paciência para crescer da maneira correta, investindo o seu capital com cautela e estratégia. Afinal, é muito mais vantajoso seguir um passo de cada vez, do que investir tudo de uma vez e colocar seu negócio em risco.

Coordene estratégias

Ao definir os primeiros objetivos do seu plano de marketing, é momento de estabelecer as estratégias que farão com que você alcance essas metas.

Trata-se do mapa estratégico, que o fará chegar ao destino que você deseja.

Para ter definida uma boa estratégia em mãos, você precisará passar por algumas etapas práticas e que farão total diferença. Confira algumas delas em nosso post a seguir.

Whatsapp