VOLTAR PARA O BLOG

Diversas medidas foram adotadas e estratégias reformuladas nas últimas semanas, tendo em vista a crise que a Covid-19 trouxe a diversos negócios e economia de maneira geral.

Todavia, é preciso ter em mente que, nesse momento, mais que criativas e revolucionárias ideias, seu negócio precisa garantir que o essencial esteja em ordem. 

Essa é a única maneira de assegurar que ele possa manter-se razoavelmente estável e pronto para sobreviver a essa fase de mudanças e ainda viabilizar a adição de novas estratégias e métodos de venda para garantir maior solidez.

Sem os aspectos fundamentais do Marketing Digital, que devem ser o ponto de partida para o planejamento de qualquer estratégia, fica difícil chegar a resultados satisfatórios, o que pode gerar estagnação ou até mesmo a queda de seus indicadores, mesmo em momentos “estáveis” da economia.

Por isso, nesse momento é fundamental se perguntar: 

“Será que minha estratégia contempla as práticas mais simples do Marketing Digital?”

No post de hoje, trouxemos 7 tópicos do Marketing Digital que devem ser revisados por você e colocados em prática o quanto antes possível, caso alguns deles esteja falhando ou mesmo em inatividade. 

Para conhecer cada um desses importantes aspectos, acompanhe nossa lista a seguir:

1. Acompanhamento periódico de resultados

Mesmo que suas estratégias estejam apresentando-se estabilizadas a um certo tempo, não justifica que haja uma diminuição na frequência na realização de monitoramentos e análises das métricas das campanhas que estejam rodando.

Um erro muito grande e bastante frequente que empresas cometem é acreditar que nada fará os resultados despencaram, apenas porque eles demonstram níveis constantes por um “bom” tempo.

Diversos fatores podem impactar consideravelmente seus números, mesmo que sua equipe e ações de Marketing estejam trabalhando a todo afinco.

Um grande exemplo disso é o momento atual de nossa economia e as mudanças que a pandemia do Coronavírus trouxe.

Além disso, é importante lembrar que algoritmos do Google, por exemplo, estão mudando constantemente, assim como os de redes sociais.

Essas mudanças, mesmo que pequenas, geram impactos grandes e, como consequência, podem diminuir o desempenho de suas campanhas digitais.

Outro fator que torna o monitoramento constante algo tão importante é a queda natural de engajamento, o que demanda uma análise minuciosa.  

Acompanhar a performance de todos esses aspectos deve ser uma constante, pois simples descuidos podem gerar erros graves, que seriam facilmente evitados com a adoção dessas elementares práticas.

2. Definição da identidade visual da sua marca

Não é de hoje que batemos na tecla da importância de definir e reafirmar a identidade de sua marca no mercado constantemente, já que é a partir do que ela é que o público-alvo é atraído e engajado.

De outro modo, como seria possível criar uma base sólida e continuar gerando oportunidades?

Tão relevante quanto ter uma identidade inicial é dar continuidade a ela de forma fiel.

Hoje, é muito comum com o crescimento demasiado de novos negócios observarmos a falha nesse quesito. 

Muitas até possuem uma identidade em suas marcas, mas logo se desprendem dela. Isso é um dos fatores de grande divisão entre negócios que não vingaram ou ainda terão retardo no seu crescimento.

Por mais que pareça um erro simples de ser evitado, há muitas marcas fugindo do que elas são, inclusive grandes, para poder se adequar momentaneamente a pautas populares, que modificam de tempos em tempos.

É o caso de marcas que nunca deram ênfase no tema sustentabilidade e agora tentarem se enquadrar a isso momentaneamente. 

Sem um planejamento adequado e preocupação fundamentada com esse ou outros temas, essas empresas enfrentarão problemas ao abraçar causas, sem conseguir aplicá-las de forma concreta em sua produção.

Desvios de identidade tendem a afastar consumidores, tanto os iniciais, que já se identificavam com a marca, quanto os engajados à causa específica, que está momentaneamente em alta, pois dificilmente se identificarão com os conteúdos e estratégias abordadas.

É claro que é possível realizar um reposicionamento em diversas oportunidades, todavia, isso requer um processo mais complexo.

Fugir da identidade muito provavelmente apenas afastará o público já conquistado até então por sua marca e diminuirá a efetividade das suas estratégias de marketing.

3. Definição periódica da persona

No início de uma estratégia com um time de marketing, um dos primeiros aspectos a ser analisado é sua persona, que acontece geralmente no início de um negócio ou ainda numa renovação de fase do mesmo. 

O que nem todos se recordam é que essa definição precisa estar constantemente atualizada.

Pense você, há quanto tempo a persona que sua estratégia digital está direcionada não é reavaliada?

Por mais que não seja um aspecto de frequente mudança, é importante, sempre que for possível tornar esse perfil ainda mais afunilado, para que suas ações sejam bem direcionadas, para gerar melhores resultados.

Tendo isso mente, procure realizar novas pesquisas e estudos sobre as preferências, hábitos de consumo, práticas e dados demográficos do seu público.

Mudanças significativas podem ocorrer a todo o momento, por isso é tão importante saber detectar quando os seus resultados estagnaram ou caíram devido a mudanças no comportamento dos seus consumidores-alvo.

4. SEO (on page)

O conceito de SEO trata-se de um dos aspectos fundamentais do Marketing Digital.

Afinal, a otimização de conteúdo deve ser devidamente adequada para figurar nos primeiros resultados do Google.

Adentrando esse tema, encontramos o SEO on page, um trabalho focado principalmente em páginas, como seu próprio nome já diz, com intuito de na busca de torná-las capazes assegurar essa impressão ao Google.

É um trabalho minucioso e extremamente necessário, repleto de elementos que fazem toda diferença no rankeamento das página em questão.

Entre algumas práticas fundamentais de SEO on Page, estão:

  • a otimização dos títulos dos conteúdos, levando em conta os aspectos positivos nos resultados (Title Tag), além de chamadas criativas e atraentes para o público e que indique claramente o tema abordado;
  • a aplicação da palavra-chave em pontos estratégicos do textos, tais como: títulos (H1), subtítulos, além de seu uso ao longo do conteúdo de forma natural e sem exageros;
  • conteúdo de qualidade capaz de responder às dúvidas do leitor sobre a pauta abordada;
  • uso de Meta Description;
  • velocidade de carregamento das páginas;
  • responsividade.

Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE, em dezembro de 2018 e divulgada no ano passado, no Brasil, cerca de 97% dos usuários da internet navegam utilizando smartphones. 

A partir desse levantamento, torna-se indispensável a otimização de sites para dispositivos móveis, tornando esse um dos aspectos fundamentais do Marketing Digital atualmente.

Do contrário, a rejeição tende a ser imediata e, quando isso não ocorre, ocasiona um impacto bastante negativo no engajamento do público.

Tendo isso em mente é importante que toda construção de página seja realizada a partir do conceito de responsividade.

Saiba mais sobre ele em nosso post a seguir!

Whatsapp