Escolha uma Página
Estratégia de marketing: conheça alguns tipos para pôr em prática

Estratégia de marketing: conheça alguns tipos para pôr em prática

No post anterior, conhecemos alguns dos elementos indispensáveis para se obter uma estratégia de marketing assertiva. Hoje, trouxemos uma lista com exemplos dessas estratégias que não somente podem, como devem ser colocadas em prática para que você tenha bons resultados em seu negócio!

Lembrando, é claro, que as estratégias mais indicadas para o seu nicho de mercado devem ser direcionadas pela equipe de profissionais responsáveis por seu marketing.

Acompanhe para saber mais!

Marketing Digital

Nos dias atuais, a internet é parte da vida das pessoas de maneira quase indispensável. Fazemos uso dela para tarefas simples do dia a dia, como procurar endereços, realizar comprar de vestuário e alimentação, nos comunicar com amigos ou familiares e muito mais. 

Além disso, contamos com a internet para alcançar objetivos mais complexos também, como realizar pesquisas de opinião pública, desenvolver softwares de controle de informações internas de uma empresa e muito mais.

Seja como for, é cada vez mais difícil encontrar pessoas desconectadas ou com um aparelho smartphone longe das mãos. Sendo assim, ao pensarmos nos meios de compra mais habituais, temos uma vasta oferta na internet, tanto no que diz respeito a produtos como serviços.  

A internet auxilia desde os estágios iniciais de uma compra, quando existe apenas a curiosidade ou pesquisa de marcas, fornecedores e outros opcionais, até o momento decisivo da aquisição. Fora isso, as pessoas também costumam recorrer a ela para solução de problemas e respostas para dúvidas cotidianas como, por exemplo, regras gramaticais, preparo de receitas etc. 

Independente do objetivo em usar a internet, tudo envolve o que chamamos de Marketing Digital. Em resumo, trata-se de um conjunto de estratégias voltadas à promoção de uma marca nos veículos online.

As possibilidades de aplicações do Marketing Digital são muitas, porém, algumas técnicas ficam no topo de preferência, pois geram resultados positivos para grande parte das marcas. Entre elas estão:

  • Produção de Conteúdo;
  • E-mail;
  • Redes Sociais;
  • Otimização de Conversão – CRO;
  • Otimização para Motores de Busca – SEO.

Produção de Conteúdo

O marketing de conteúdo baseia-se em uma estratégia focada na produção e distribuição de conteúdo relevante, os quais nem sempre tem direta promoção da marca (os chamados conteúdos fundo de funil). 

Quem aplica essa estratégia conta com diversas vantagens importantes, tais como aumentar o tráfego de pessoas em seu site e responder às dúvidas de seu público-alvo, sendo essa, de extrema importância para a consolidação de um negócio no mercado nos dias de hoje. 

Por meio dessas respostas, é possível tornar-se referência no assunto. Ou seja, quando trata-se de um assunto X, você será sempre remetido como o melhor da região, seja para prestação de serviços ou mesmo distribuição de produtos específicos.

Consequentemente, isso gera respeito, admiração e desejo pelo consumo de sua marca.

No entanto, apesar de o marketing de conteúdo ser importante, ele sozinho não é o suficiente para entregar os melhores resultados. Mais do que isso, é preciso dedicar-se também a um adequado planejamento.

Uma estratégia de marketing de conteúdo necessita de formatos diversos, que claro, conversem com o seu negócio. Entre os mais comuns, podemos citar:

  • Blog;
  • E-Books;
  • Vídeos;
  • E-mails, entre outros.

Sendo assim, marketing de conteúdo não somente se resume a produzir textos e publicá-los em um blog. É preciso ir além e usufruir de todos os canais possíveis para divulgação de conteúdo. 

Planeje-se para analisar o que será escrito e se isso interessa ou contribui realmente para seu público-alvo. Em seguida, defina quando irá publicar, pois ter uma frequência faz toda a diferença nos resultados.

O próximo passo é escolher os canais de divulgação e formatos desses conteúdos, seja blog, Facebook, Instagram ou outros.

Inbound Marketing

Já falamos de Inbound Marketing aqui no blog. Ele é o conjunto de estratégias que visam atrair e converter seus leads, bem como fortalecer os que você já possui por meio de conteúdo relevante.

Com ele, a empresa não necessita ir atrás dos clientes, mas sim, explorar canais nos mecanismos de busca para que ela seja encontrada.

Podemos citar a produção de diferentes conteúdos como o principal combustível para o Inbound. Por meio dele é possível se comunicar com as pessoas certas. 

Com isso em mente, é preciso, antes de tudo, conhecer suas principais dores, desejos e hábitos, para oferecer ao público-alvo materiais que realmente o ajudem. O mesmo ocorre se sua marca presta serviços ou comercializa produtos para outras empresas.

Além disso, essa estratégia de marketing pode fazer com que esse público identifique uma oportunidade de negócio enquanto acessa seus canais de divulgação. Isso é o que chamamos de funil de vendas. Nele, seu público é sempre direcionado ao fundo de funil, convertendo-os para que se tornem efetivamente clientes de sua empresa.

Marketing de Produto

O marketing de produto corresponde ao segmento que propaga e ainda comercializa o produto para clientes periódicos, leads, etc. Essa estratégia de marketing também tem por fundamento a incumbência de lançar produtos novos da empresa para o mercado. O foco é primordialmente conectar produtos e pessoas que se identificarão com ele.

Entre as finalidades desse segmento dentro do marketing, podemos citar:

  • O posicionamento de produtos;
  • O desenvolvimento do diferencial competitivo do produto;
  • Alinhamento do time de marketing e vendas.

Conheça 2 estágios essenciais do Marketing de Produto:

Endomarketing

Quando citamos marketing, falamos da comunicação da empresa com o mercado. O endomarketing, por sua vez, é a estratégia de marketing do negócio para os seus colaboradores.

Esse segmento é utilizado para fortalecer a marca de uma empresa, sua imagem e o que ela representa.

O Endomarketing, por sua vez, é a estratégia de marketing do negócio para os seus colaboradores.

Particularmente, gostamos muito dessa opção aqui na Conelly. Acreditamos que a aplicação dessa estratégia fortalece o nosso time de colaboradores, propicia amizades, bem como uma rotina diária de trabalho mais organizada e interessante.

Esta é uma excelente maneira de engajar um time e fazer com que ele se torne, de certa maneira, embaixador da sua marca, tanto dentro da empresa como fora dela. 

O endomarketing costuma ter um grande peso para o público interno de uma organização, mesmo que seja percebido de maneira indireta. Ele integra as relações entre empresa e funcionários, além é claro, de propiciar uma comunicação uniforme, estimulando uma cultura que acaba sendo compartilhada por todos.

Alguns resultados da aplicação do endomarketing em uma organização, fora os pontos já citados, são:

  • Maior produtividade;
  • Menor rotatividade de colaboradores (que pode, em diversos casos, prejudicar o andamento de projetos, bem como os colaboradores que permanecem na empresa e clientes, por consequência, além do tempo investido em treinar novas pessoas).
  • Propicia fidelidade e maior comprometimento;
  • Melhor clima organizacional (com o endomarketing, o ambiente tende a ser mais saudável, fornecendo maior bem-estar aos colaboradores e qualidade de trabalho e vida). 

Marketing Social

Nunca foi tão falado em marketing social como nos últimos anos, principalmente em 2020, com as mudanças econômicas, de saúde e outras advindas com a pandemia da Covid-19. 

Características nos produtos e marcas que visem reduzir ou mesmo solucionar problemas sociais, por exemplo, têm sido cada vez mais levadas em consideração na hora da realização de uma compra.

Essas questões, geralmente, estão ligadas ao bem-estar das pessoas, à preservação de recursos naturais, proteção animal, entre outros. Nesse sentido, as técnicas de marketing aplicadas buscam promover o benefício social. A ideia, nesse caso, é fazer com que o público se identifique com uma causa , de maneira que contribua com ela.

Do ponto de vista do mercado, essa estratégia pode ser definitiva na conquista e ainda fidelização de clientes. 

O consumo excessivo de produtos advindos de condições precárias de trabalho ou ainda da poluição de rios e mares torna-se menos popular. Com isso, ao contar com serviços e itens  que levem verdadeiramente em consideração essas causas, seu negócio já possui um diferencial competitivo.

Exemplo disso são as adições e substituições de embalagens plásticas por feitas em papel, muitas vezes já fabricado com componentes reciclados; os cosméticos não testados em animais; serviços de entrega realizados por profissionais com bike, ao invés de moto; reversão de valores de produtos selecionados para instituições de caridades; entre muitas outras ações.  

No entanto, mais que querer abranger a esse crescente público, é preciso pensar, de fato, em algo que converse com a sua marca, do contrário, a estratégia muito provavelmente não terá efeito positivo, pela falta de credibilidade.

Com isso em mente, identifique que valores seus clientes possuem e, assim, você poderá levantar causas que estejam alinhadas a eles. Obtendo resultados muito mais efetivos.

Gostou dessas informações? 

Em nosso blog você acompanha muitas mais semanalmente para alinhar suas estratégias de marketing aos seus objetivos!

Ficou com alguma dúvida ou mesmo deseja implementar alguma das indicações trazidas hoje em nosso blog para sua empresa?

Entre em contato conosco!

Veja também:

Mídia externa: por que essa estratégia não deve ser deixada de lado

Conteúdos para Instagram: conheça as melhores estratégias para criá-los

Os melhores canais para divulgação do seu conteúdo

Os melhores canais para divulgação do seu conteúdo

Não basta apenas criar bons conteúdos para promover a sua marca: o segredo do negócio está em saber quais são os melhores canais para divulgação dos mesmos. Essa é uma maneira de garantir que as suas estratégias de marketing terão um resultado satisfatório depois de algum tempo. Quando falamos em conteúdo, não nos referimos apenas a texto, mas todos os formatos que ele pode adquirir. Alguns exemplos são:  

  • Vídeo;
  • Imagem;
  • Áudio, etc. 

Hoje, graças à tecnologia, opção é o que não falta para quem quer propagar o seu negócio – basta apenas fazer isso da melhor maneira.

Neste post, você descobrirá quais são alguns dos melhores canais para divulgação do seu conteúdo (e não estamos falando apenas de mídia online!).
Continue com a gente! 

Por onde começar?

O primeiro passo para descobrir o melhor canal de divulgação é observar o seu conteúdo. Qual é o formato dele? Quem você quer que leia? 

É primordial que exista uma relação entre o conteúdo e o canal, do contrário, a estratégia não passará de um tiro no escuro. A partir disso, defina também o tipo de mídia que pretende utilizar: online ou offline? 

Já adiantamos que ambas podem proporcionar resultados muito satisfatórios. 

Comecemos a falar da mídia online. Vamos lá?

Canais de divulgação de conteúdos. Foto: Mudassar Iqbal - Pixabay.

 Blog

Talvez esse seja o canal de divulgação de conteúdo mais comum nos dias atuais. Um dos grandes benefícios do blog, inclusive, é que ele é um grande gerador de autoridade. Isso porque, além de ser o local mais próximo do site do seu negócio, demonstra que você domina aquele nicho de mercado e sabe do que está falando.

No entanto, é importante que o blog não seja visto apenas como um canal de promoção dos seus serviços ou produtos. Entenda que muitos visitantes do seu blog estão lá por outros motivos. Enquanto alguns querem apenas tirar uma dúvida, outros buscam tomar uma decisão.

Garanta conteúdo para todos esses leitores. Isso, inclusive, está relacionado ao marketing de conteúdo. Mas isso é assunto de outro post.

Acesse: Como gerar resultados através do marketing de conteúdo

Outro ponto muito positivo de investir em um blog para divulgar seus conteúdos é que, a partir dele, você consegue educar a sua persona. Trata-se de uma das formas mais eficazes de mostrar para ela que o seu serviço ou produto é relevante e convencê-la de que necessita daquilo.

Redes sociais

Chegamos então às queridinhas da atualidade: as redes sociais. Mas, vale lembrar que existem alguns pontos que você deve se atentar antes de divulgar seu conteúdo nelas.

Antes de tudo, lembre-se que o público que está nas redes sociais não é, necessariamente, o mesmo do blog, por exemplo. Às vezes, é preciso mudar, seja de linguagem ou abordagem.

Você precisa falar a língua do usuário!

Esse canal é o que mais permite interação com o seu público, logo, aproveite-se disso. A comunicação através das redes sociais é facilitada (afinal, esse é um dos principais objetivos dela), então, use-as para se aproximar dos seus leads e clientes.

Além disso, você pode ousar dos formatos de conteúdo nas redes sociais. Saiba o que funciona mais para cada uma delas (seja Instagram, Facebook, LinkedIn, etc.) e use isso para ganhar relevância diante a concorrência.

Imagem: NDesit - Pixabay

Mídia offline

Lembra que avisamos que falaríamos não apenas de canais de mídia online? Pois então, aqui estamos.

Como você já deve saber (ou pelo menos imaginar), a mídia offline é aquela que envolve divulgações que não estão nos meios digitais. Ou seja: anúncios em revistas, outdoors, meios tradicionais como rádio, televisão, jornais, etc.

Diferentemente dos canais anteriores, com a mídia offline, o seu alcance é muito maior – milhares de pessoas têm contado com o seu conteúdo. Portanto, é um ótimo canal para reforçar a sua marca dentro do mercado em que atua.

Vale lembrar, no entanto, que mesmo que você tenha um grande alcance de público com as mídias offline, ainda é preciso ter estabelecida a sua persona antes de divulgar seu conteúdo. Dessa forma, a escolha do canal certo (revista, jornal, outdoor, etc.) será certeira.

Não é porque não se trata das redes sociais que a comunicação com o público não existe. Lembre-se disso! 

Tenha atenção em todos os processos da experiência do cliente, mesmo após o investimento em mídia offline.

Leia também: Entendendo o Marketing Offline

Não perca tempo e comece já!

Deu para perceber que as suas opções de canais de divulgação são grandes, né? E é claro que você não precisa escolher só uma! O ideal é trabalhar todas elas (sejam online ou offline) e ter certeza que estão conectadas umas às outras.

Não acredite nos boatos de que a mídia offline está acabando, ou que a online é autossuficiente. Os meios tradicionais sempre foram importantes (e continuam sendo) para o posicionamento da marca e, definitivamente, para monetização. Portanto, juntos, esses canais são o time perfeito!

Quer ajuda para definir suas estratégias de marketing e publicidade, e ir em rumo ao sucesso? Então, entre em contato conosco

Nossa equipe de profissionais está pronta para te ajudar!

Open chat