Dark Post no Facebook: saiba o que é e como funciona

Dark Post no Facebook: saiba o que é e como funciona

Ao fazer um anúncio no Facebook, existem dois caminhos a serem seguidos. A primeira opção é ampliar a divulgação de uma publicação já existente em sua página e a segunda é criar uma nova campanha. Nesse caso, você está criando um dark post. Se você possui uma empresa e conta com serviços de marketing e propaganda, não pode deixar de conhecer essas informações que nós, da Conelly, separamos! Saiba mais:

Entenda o propósito da criação de dark post e por que você não consegue acessá-lo quando deseja

Mais que somente dar início a uma nova campanha, o dark post trata-se sobretudo de uma publicação destinada a um público bastante específico. Devido a isso, ele não aparecerá na timeline para todas as pessoas, ou mesmo poderá ser “encontrado” como ocorre com as demais postagens.

Isso significa que apenas pessoas realmente interessadas e com grandes chances de conversão serão impactadas por seu anúncio. Isso causa um aumento dos resultados que seu negócio obtém lá na ponta.

Entenda mais sobre as diferenças entre dark post e publicações impulsionadas:

Os dark posts são focados em conversões

 

Dark Post no Facebook: saiba o que é e como funciona. Foto/Reprodução: Mariana Schactae

 

Se você não sabe o que são conversões, saiba que elas compreendem ações que você deseja que o seu público-alvo realize a partir de um anúncio feito por sua marca. Simples assim! No entanto, essas ações podem envolver diversas características. 

Elas podem, por exemplo, ser voltadas à visualização de um conteúdo em vídeo, ao acesso a um e-book,  à instalação de um aplicativo ou mesmo ao aumento do tráfego em um site. Em resumo, qualquer tipo de ação que um usuário possa ter após ser impactado por anúncio mensurável (que permite verificação/avaliação de dados).

No caso de posts patrocinados 

 

Dark Post no Facebook: saiba o que é e como funciona. Foto/Reprodução: Mariana Schactae

 

Já quanto aos posts patrocinados, as publicações obterão um alcance de pessoas superior ao que teria sem o impulsionamento. Isso também oferece diversos benefícios, tais como o aumento do engajamento de público em sua página e do número de curtidas das publicações, já que essas serão vistas por uma quantidade bem maior de pessoas.  

O dark post possui um público-alvo bastante nichado

Por meio do Gerenciador de Anúncios do Facebook, diferente de um post comum patrocinado que aparecerá para pessoas de diversas faixas etárias, interesses e até mesmo localidades, o dark post conta com uma grande possibilidade de customização de público. Isso acaba por direcioná-lo a um nicho bem específico de pessoas. 

Quando tratamos de objetivos singulares para uma marca, desenvolver anúncios através do Gerenciador é o mais indicado.

Você decide quem visualiza seu anúncio: somente homens ou mulheres, pessoas com uma idade específica, pais ou não, solteiras ou casadas, de certa localidade, com hobbies, entre muitas outras características. Fora isso, os dark posts podem auxiliar na realização de testes A/B para verificação de quais anúncios interessam mais e possuem melhor aceitação e resultados com seu público-alvo.

Onde esse tipo de anúncio poderá aparecer?  

Eles podem aparecer tanto na timeline do Facebook da sua persona (também conhecido como feed de notícias) quanto em outros locais em que a plataforma exibe anúncios.

As campanhas são customizáveis até nesse ponto. Você pode desenvolver uma campanha pensada para postagens apenas no Instagram, ou em ambas as redes sociais. Além disso, você pode determinar que apareçam somente para quem está com celular ou acessando as redes sociais do desktop.

O melhor de tudo isso é que todas as métricas de um anúncio ficarão registradas, o que permitirá que você as avalie constantemente, utilize-as em uma próxima campanha dados de uma anterior que foi bem-sucedida e muito mais.

Gostou de saber sobre os darks posts? Quais dessas informações você ainda não conhecia sobre eles?

Ficou interessado no assunto? Entre em contato para incluir os dark posts em suas estratégias de negócio e conhecer ainda mais vantagens! 

Os melhores canais para divulgação do seu conteúdo

Os melhores canais para divulgação do seu conteúdo

Não basta apenas criar bons conteúdos para promover a sua marca: o segredo do negócio está em saber quais são os melhores canais para divulgação dos mesmos. Essa é uma maneira de garantir que as suas estratégias de marketing terão um resultado satisfatório depois de algum tempo. Quando falamos em conteúdo, não nos referimos apenas a texto, mas todos os formatos que ele pode adquirir. Alguns exemplos são:  

  • Vídeo;
  • Imagem;
  • Áudio, etc. 

Hoje, graças à tecnologia, opção é o que não falta para quem quer propagar o seu negócio – basta apenas fazer isso da melhor maneira.

Neste post, você descobrirá quais são alguns dos melhores canais para divulgação do seu conteúdo (e não estamos falando apenas de mídia online!).
Continue com a gente! 

Por onde começar?

O primeiro passo para descobrir o melhor canal de divulgação é observar o seu conteúdo. Qual é o formato dele? Quem você quer que leia? 

É primordial que exista uma relação entre o conteúdo e o canal, do contrário, a estratégia não passará de um tiro no escuro. A partir disso, defina também o tipo de mídia que pretende utilizar: online ou offline? 

Já adiantamos que ambas podem proporcionar resultados muito satisfatórios. 

Comecemos a falar da mídia online. Vamos lá?

Canais de divulgação de conteúdos. Foto: Mudassar Iqbal - Pixabay.

 Blog

Talvez esse seja o canal de divulgação de conteúdo mais comum nos dias atuais. Um dos grandes benefícios do blog, inclusive, é que ele é um grande gerador de autoridade. Isso porque, além de ser o local mais próximo do site do seu negócio, demonstra que você domina aquele nicho de mercado e sabe do que está falando.

No entanto, é importante que o blog não seja visto apenas como um canal de promoção dos seus serviços ou produtos. Entenda que muitos visitantes do seu blog estão lá por outros motivos. Enquanto alguns querem apenas tirar uma dúvida, outros buscam tomar uma decisão.

Garanta conteúdo para todos esses leitores. Isso, inclusive, está relacionado ao marketing de conteúdo. Mas isso é assunto de outro post.

Acesse: Como gerar resultados através do marketing de conteúdo

Outro ponto muito positivo de investir em um blog para divulgar seus conteúdos é que, a partir dele, você consegue educar a sua persona. Trata-se de uma das formas mais eficazes de mostrar para ela que o seu serviço ou produto é relevante e convencê-la de que necessita daquilo.

Redes sociais

Chegamos então às queridinhas da atualidade: as redes sociais. Mas, vale lembrar que existem alguns pontos que você deve se atentar antes de divulgar seu conteúdo nelas.

Antes de tudo, lembre-se que o público que está nas redes sociais não é, necessariamente, o mesmo do blog, por exemplo. Às vezes, é preciso mudar, seja de linguagem ou abordagem.

Você precisa falar a língua do usuário!

Esse canal é o que mais permite interação com o seu público, logo, aproveite-se disso. A comunicação através das redes sociais é facilitada (afinal, esse é um dos principais objetivos dela), então, use-as para se aproximar dos seus leads e clientes.

Além disso, você pode ousar dos formatos de conteúdo nas redes sociais. Saiba o que funciona mais para cada uma delas (seja Instagram, Facebook, LinkedIn, etc.) e use isso para ganhar relevância diante a concorrência.

Imagem: NDesit - Pixabay

Mídia offline

Lembra que avisamos que falaríamos não apenas de canais de mídia online? Pois então, aqui estamos.

Como você já deve saber (ou pelo menos imaginar), a mídia offline é aquela que envolve divulgações que não estão nos meios digitais. Ou seja: anúncios em revistas, outdoors, meios tradicionais como rádio, televisão, jornais, etc.

Diferentemente dos canais anteriores, com a mídia offline, o seu alcance é muito maior – milhares de pessoas têm contado com o seu conteúdo. Portanto, é um ótimo canal para reforçar a sua marca dentro do mercado em que atua.

Vale lembrar, no entanto, que mesmo que você tenha um grande alcance de público com as mídias offline, ainda é preciso ter estabelecida a sua persona antes de divulgar seu conteúdo. Dessa forma, a escolha do canal certo (revista, jornal, outdoor, etc.) será certeira.

Não é porque não se trata das redes sociais que a comunicação com o público não existe. Lembre-se disso! 

Tenha atenção em todos os processos da experiência do cliente, mesmo após o investimento em mídia offline.

Leia também: Entendendo o Marketing Offline

Não perca tempo e comece já!

Deu para perceber que as suas opções de canais de divulgação são grandes, né? E é claro que você não precisa escolher só uma! O ideal é trabalhar todas elas (sejam online ou offline) e ter certeza que estão conectadas umas às outras.

Não acredite nos boatos de que a mídia offline está acabando, ou que a online é autossuficiente. Os meios tradicionais sempre foram importantes (e continuam sendo) para o posicionamento da marca e, definitivamente, para monetização. Portanto, juntos, esses canais são o time perfeito!

Quer ajuda para definir suas estratégias de marketing e publicidade, e ir em rumo ao sucesso? Então, entre em contato conosco

Nossa equipe de profissionais está pronta para te ajudar!

Whatsapp