VOLTAR PARA O BLOG

Para muitos, associar um momento de crise a investimentos, sejam eles de qualquer natureza, pode parecer uma estratégia oposta ao ideal.

No entanto, muitos brasileiros estão aproveitando o momento atual para inovar, se desafiar e colocar em prática projetos que estavam estacionados, além de alinhar aspectos de seus atuais empreendimentos. 

Diante de uma crise econômica, é comum que diversas empresas freiem suas atividades e investimentos, quando, na verdade, pode não ser o momento ideal para isso.

Novas ou consolidadas empresas terão a oportunidade de serem conhecidas por pessoas que antes não eram clientes.

Segundo a pesquisa Global Entrepreneurship (GEM), realizada no ano de 2015,  ano em que o Brasil enfrentava um forte recuo no produto interno bruto (PIB) e impasses políticos, a taxa de empreendedorismo do país foi de 39,3% maior que os índices dos 14 anos anteriores.

Ou seja, nesse mesmo ano, cerca de 52 milhões de brasileiros com idades entre 18 e 64 anos envolveram-se na criação e desenvolvimento de empresas, na condição de empreendedor em estágio inicial ou estabelecido.

Enquanto de um lado o desemprego não parava de crescer, do outro estavam brasileiros buscando soluções para investir, sobreviver e desenvolver suas ideias.

Destaque-se enquanto outros recuam!

Esse é o momento de diagnosticar o que sua empresa tem feito até então, o que apresenta resultados e o que pode ser melhorado.

Se você já empreende, essa é a hora de mostrar quais são os seus grandes diferenciais.

Se você tem planejado iniciar um negócio, é importante que você saiba que, no processo de criação de uma empresa, alguns elementos são essenciais, para que seja possível definir os rumos que o negócio seguirá com precisão e quais são as metas que almeja alcançar.

Um desses elementos é o chamado plano de marketing. 

Em tempos de crise, o plano de marketing é um aliado indispensável para definir os melhores caminhos que você deve tomar.

A importância de ter um plano de marketing e seu conceito

O Plano de marketing pode ser definido como o instrumento de gestão, que contribui para que uma empresa consiga alcançar suas metas de forma especificada.

É o caso de lançamentos de novos produtos, realização de promoções, relançamentos, otimização de vendas,  maior controle de gastos e investimentos internos, entre outros. 

Sem definir claramente quais são os objetivos e metas que sua empresa possui e o plano de ação que a levará a eles, você estará à mercê da própria sorte.

Essa é a diferença entre empresas com um bom e definido plano de marketing e as que não possuem. 

Em tempos de crise, isso ainda pode ser um fator decisivo de sobrevivência empresarial.

O plano de marketing pode ser definido como um guia para empresas se estabelecerem de maneira próspera no mercado.

Conheça a relação entre o plano de marketing e modelo de negócio

Independentemente do segmento ou modelo de negócio, o planejamento de marketing lhe ajudará a compor uma das fases mais importantes do seu processo de gestão, para que não haja nenhuma falha que comprometa os objetivos da empresa futuramente.

Um erro bastante frequente de empreendedores inexperientes é considerar que empresas pequenas não necessitam de um plano de marketing e que esse é essencial apenas para grandes companhias.

Isso compromete significamente a longevidade de diversas PMEs (pequenas e médias empresas).

Um erro bastante grave e muito frequente!

Ações tomadas sem a definição de uma estratégia fundamentada, podem custar caro e, na maioria dos casos, médios e pequenos negócios não contam com recursos excedentes para compensar esses furos e realizar um redirecionamento das estratégias.

A importância de compreender a manutenção dos objetivos a serem alcançados e conhecer cada uma das etapas do plano de marketing vão de encontro aos pontos-chave para a consolidação de uma empresa.

Conheça cada uma delas em nosso post a seguir! 

Whatsapp