VOLTAR PARA O BLOG

Não é de hoje que a importância da criação de conteúdo têm sido citada para o alavancamento de empresas, principalmente no que tange ao mercado digital.

Em períodos de crise, algumas medidas têm sido tomadas, a fim de fundamentar estratégias eficientes e que auxiliem na manutenção e sobrevivência de diversas empresas.

Um desses casos é a adoção ou melhora de conteúdos!

Eles possuem alta capacidade de engajar, comunicar e manter ativa a relação da sua marca com o seu público.

No Marketing Digital, a produção de conteúdos foi sempre uma ferramenta fundamental no desenvolvimento de ações, a qual se torna cada dia mais imprescindível. 

Com isso em mente é possível saber que ao planejar, desenvolver e compartilhar conteúdos, as empresas estão primordialmente procurando solucionar as principais buscas de seu público-alvo.

Por outro lado, ao levarmos em conta esse período, muito foi questionado sobre o que, de fato, é importante ser informado, sem perder de vista o foco principal: 

A também divulgação de produtos e serviços, além do envolvimento do público com sua marca.

Pensando nisso, preparamos hoje, alguns dos principais aprendizados que tivemos nos últimos meses, para lhe direcionar assertivamente em como atender sua audiência nesse período e após ele também.

Acompanhe a seguir!

Criação de conteúdo em meio à crise: saiba como definir pautas adequadas

Podemos resumir de maneira prática em 4 etapas o planejamento para a criação de conteúdo, sendo elas:
  • A compreensão do contexto da sua empresa;
  • Os objetivos que ela possui a curto e longo prazos;
  • A identificação de quem são seus consumidores-alvo;
  • Realização de um minucioso estudo sobre as dores dos mesmos.

Quando relacionamos esses princípios a um período de instabilidade e novas adaptações para diversas pessoas e organizações, compreendemos que, aqui, a relação empresa-consumidor não é e nem pode ser perdida de vista.

Por outro lado, o material produzido não apenas será continuado dando ênfase às dores cotidianas da persona, mas sim, em suas novas necessidades de forma muito mais especificada.

É preciso ter em mente como prioridade, as variações que esse público tem enfrentado em seu dia a dia nos últimos meses. 

Nesse caso, o conteúdo produzido deve compreender soluções para essas novas necessidades.

É o caso, por exemplo, do setor de saúde, o qual pode direcionar-se a conteúdos mais informativos.

Dicas para manter a saúde física e emocional em dia, por exemplo, são excelentes. 

O posicionamento da sua marca

Trata-se de uma estratégia indispensável em momentos de crise.

Ela evidenciará marcas que estão prontas para se adaptar, fazer a diferença e sobreviver. 

Além das vantagens comerciais, ao posicionar-se, é provável que seus consumidores sejam impactados positivamente pelo que sua empresa produzirá.

A relevância do conteúdo

De acordo com um artigo divulgado pelo Think With Google, as buscas por conteúdos com o termo ”em casa” e relacionados no Youtube, aumentaram cerca de 123%.

crescimento de acessos a conteúdos relacionados ao termo "em casa"

Ainda foi representado no mesmo artigo e período a jornada das pessoas durante esse processo no qual pôde ser observado três frentes de crescimento:

Primeiro: A busca de informações sobre as notícias atualizadas em meio à preocupação e equilíbrio da saúde emocional. 

Segundo: Adaptação à uma nova rotina e ideias do que fazer.

Terceiro: A compreensão dos fatos em relação aos impactos que estão sendo gerados e que ainda serão mais adiante.

Tudo isso nos leva ao ponto já citado anteriormente, da importância de proporcionar informações relevantes, que compreendam esse ciclo de necessidades.

Identifique onde está sua audiência atualmente e reinvente-se, se necessário!

O distanciamento social alimentou diferentes canais digitais de comunicação, já que, por vezes, foram a única maneira de que as pessoas tinham de se relacionar além de se entreter.

O Youtube, por exemplo, teve um aumento de 15,3% segundo uma análise de consumo realizada pelo New York Times.

A popular plataforma de filmes e séries Netflix também apresentou crescimento significativo de espectadores, bem como o Facebook.

Ainda em relação ao Youtube, em um outro artigo publicado pelo Google no Think With Google, uma pesquisa autodeclarada, mostra que 40% dos brasileiros afirmou ter passado mais de 3 horas do seu dia na plataforma de vídeos desde o mesmo período.

Criação de conteúdo em novos tempos: saiba qual é a melhor estratégia a ser colocada em prática 

Com esses dados em vista, chegou o momento de quem ainda não havia se adaptado às novas plataformas digitais de comunicação incluírem-nas em suas novas estratégias. 

Engajamento de equipe em tempos de trabalho remoto: Conheça algumas das melhores ferramentas!

De acordo com Renato Tornelli (Creative Product Lead BR, YouTube) e Willian Zanette (Product Activation Lead, Brand PSS Team) “Do ponto de vista estratégico, o YouTube também pode ser um importante catalisador para ampliar a relevância das marcas”.

Ainda citaram 3 maneiras que a plataforma pode ajudar nesse momento. 

A primeira delas: Com mensagens criativas

Por meio da plataforma, é possível que uma marca vincule suas mensagens criativas de forma automatizada. 

“Seja adaptando assets existentes com o Bumper Machine e o Director Mix, criando novos com o Video Builder, seja ajudando você a testar a melhor opção com o Video Experiments, é hora de explorar todas as suas possibilidades para testar ou adaptar cada elemento das suas peças ou campanha”, citaram. 

A segunda: Com uma presença relevante 

“Da preocupação com o impacto social mundial às adaptações na rotina durante o isolamento, retome os termos e assuntos mais buscados no YouTube para entender quais caminhos sua marca pode percorrer para se fazer presente (…) Além disso, também é possível encontrar usuários interessados em #hashtags que estão sendo utilizadas nos vídeos ou que estão buscando por tags específicas.”

A terceira e última, mas não menos importante: Com o controle das campanhas 

Os processos de trabalho estão sendo reavaliados!

Nesse período de fazer minuciosas reconsiderações, é possível assimilar o que deve ser continuado, pausado ou ainda iniciado. 

Veja também: Vendas externas para internas: saiba como redirecionar com eficiência!

Em paralelo a isso, o acompanhamento das campanhas se faz fundamental, tendo constantemente em mente o KPI (Key Performance Indicator/indicador-chave de desempenho) a ser atingido, para um controle efetivo. 

Reconhecer essas mudanças de comportamento serão uma grande oportunidade de avaliar a ação da sua marca de forma que seja mais utilitária e atrativa para o seu público. 

Isso permitirá o consumo de conteúdo nos mais diversos canais.

Como consequência, será gerado um maior engajamento, além de empatia ao consumidor, nos levando ao nosso próximo item!:

A importância da empatia na criação de conteúdo em meio à crise

O momento pede soluções empáticas e adoção de maior transparência nas ações em relação ao público e serviços prestados.

Mais que sobreviver, é preciso pensar nas pessoas, afinal, tudo o que é planejado, divulgado e distribuído é baseado nelas.

Para muitas empresas a adoção dessas práticas já é uma realidade, a qual, têm trazido resultados satisfatórios! 

É o que podemos observar nesse dado apresentado pelo Google Trend!

crescimento nas buscas por delivery de mercado perto de mim

Estabelecimentos como supermercados, farmácias e demais com app de delivery passaram a ofertar um serviço intitulado “entrega sem contato físico”.

O intuito é colaborar fornecendo maior segurança e comodidade aos clientes nesse período. 

Marcas que até então estavam prolongando a adoção de práticas mais humanizadas precisarão adequar-se o quanto antes. 

É a forma mais segura de continuar com as portas abertas, afinal, diversas mudanças chegaram e prometem, ao que tudo indica, mudar o comportamento dos consumidores para sempre.

Veja mais: Comportamento dos consumidores durante e pós-crise: atente-se as atualizações!

Boa parte das marcas assimilou que o posicionamento ideal é aquele que contribui com o consumidor, independente de venda num primeiro momento.

É tempo de fortalecer o relacionamento com o seu cliente por meio do conteúdo produzido

De acordo com o titular da disciplina de Marketing Internacional na Universidade NorthWestern, um dos centros mais relevantes de estudos empresariais do mundo, considerado “pai” do Marketing moderno e autor de “Marketing 4.0” e outras obras, Philip Kotler:

“Os vendedores de sucesso primeiro se preocupam com o com cliente, e, depois, com os produtos.” 

Isso indica que a forma como você pensa em seu cliente, se importa e coloca isso em prática, é cada dia mais relevante.

Em um cenário de crise, como o atual, priorizar a humanização e a conexão com o seu público por meio da criação de conteúdos empáticos e melhor direcionados poderá manter o engajamento, agregar valor à sua marca e ainda fortalecer os laços existentes. 

Gostou dessas dicas? 

Você também tem observado uma rápida necessidade de mudanças no mercado em relação a esses princípios?

Compartilhe conosco sua opinião nos comentários!

Whatsapp