VOLTAR PARA O BLOG

Provavelmente você deve ter acompanhado as notícias relacionadas à reestruturação da Editora Abril divulgadas na imprensa de todo o país.

O Grupo Abril, que iniciou suas atividades nos anos 50, passou por uma série de reformulações há cerca de um ano. A reestruturação consistiu no encerramento das atividades de algumas revistas impressas publicadas pela editora. Entre os títulos, alguns nomes popularmente conhecidos estão na lista das edições que deixarão de circular, como “Casa Claudia”, “Arquitetura”, “Boa Forma” e “Guia do Estudante”.

Apesar de investirem em conteúdo on-line, as maiores publicações da editora ainda eram impressas, e o faturamento dependia de anúncios e assinaturas. Já existiam alguns rumores sobre o destino da empresa, como a venda dos direitos de publicações como a “National Geographic” e “Aventuras na História”, por exemplo. Ao observar como fato isolado, poderia não ter um significado tão considerável.

Mas analisando de forma estratégica e com pensamento na antecipação de possíveis crises, ao menor sinal de problemas: aja.

E então, em agosto de 2018 aconteceu a triste notícia do pedido de recuperação judicial da marca.

Quais são as lições que podemos retirar das medidas tomadas pelo Grupo Abril?

Antecipar as tendências de mercado

As transformações tecnológicas são pautas entre os setores das empresas desde os anos 2000, quando estima-se que aproximadamente 304 milhões de computadores se conectaram à internet no mundo todo.

Adaptar-se às mudanças do mercado é um desafio que apenas empresas com olho no futuro conseguem transpassar. Ao observar o cenário do início da primeira década século XXI era possível observar que os avanços tecnológicos trariam revoluções ao mercado , principalmente para as empresas com foco off-line.

Gerir a mudança de forma estratégica é antecipar ações para se manter estável no mercado e adaptar-se a ele.

Planejamento estratégico

Planejar é criar formas e estratégias para otimizar ações e alcançar objetivos. O planejamento estratégico auxilia na tomada de decisões, no gerenciamento de crises, na cultura empresarial, na determinação de objetivos, entre vários outros fatores.

O Grupo Abril, ao suspender grandes publicações impressas, demonstra estar submerso no oceano do novo mercado. Ter um bom planejamento ajuda a evitar que empresas coloquem a corda no pescoço por não conseguir se adaptar ao novo cenário proporcionado pelas novas tecnologias e inovações.

Cultura organizacional alinhada

Quando todos caminham na mesma direção, a empresa cresce. Empresas que crescem exponencialmente ou que possuem um quadro de funcionários naturalmente grande, precisam constantemente de um modelo de gestão de pessoas inovador, que lidere, capacite, motive e alinhe os objetivos do funcionário com os da empresa.

Independente do porte da empresa é necessário compreender que a principal matéria-prima é o ser humano. Desenvolvê-lo para potencializar suas qualidades e ajustar as falhas são primordiais para a estabilização da empresa.

Adaptação ao universo digital

Nós acreditamos na importância das mídias off-line nas estratégias atuais. Contudo, com o avanço da tecnologia, principalmente no setor mobile, é preciso que as empresas acompanhem esse desenvolvimento.

De acordo com Gustavo Bereza, nosso diretor de criação que nos acompanha desde o início das atividades da Conelly, comenta sobre as mudanças e evoluções percebidas ao longo de 20 anos de mercado: “Quando iniciei na publicidade, a mídia online era limitada basicamente ao website do cliente e envio de malas direta por e-mail. Em 20 anos as mudanças foram radicais e hoje é quase impossível não estar conectado de alguma forma e até as próprias agências tiveram que se adequar. O ideal é criar um link de uma mídia off para a on, ou seja, convergência midiática.”, afirma.

Ter posicionamento e presença digitais definidos alinham as estratégias da empresa com o mercado atual. Limitar-se às mídias off-line é condenar a empresa ao naufrágio do mesmo navio da Editora Abril.

Leia mais
Instagram for Business: quais as vantagens?
Coffee Business: como melhorar o relacionamento com o cliente?

Utilizar dados ao seu favor

Ao colocar na Análise SWOT, ou seja, as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, a evolução tecnológica e o mundo cada vez mais conectado podem ser uma ameaça ou uma oportunidade para a empresa.

A tecnologia nos fornece dados qualitativos e mensuráveis, que norteiam a tomada de decisão dentro das empresas, além de definir estratégias e planejamentos.

É importante observar os dados do mercado atual para determinar ações. Priorizar os clientes em suas particularidades, dentro das suas respectivas realidades, proporcionam às empresas a possibilidade de manter um relacionamento próximo e duradouro com seu target.

As estratégias sugeridas pela Conelly aos seus clientes sempre consideram o mercado de forma estratégica. Estudamos todo o contexto para que nossos clientes atinjam seus objetivos.

Quer saber mais? Entre em contato conosco!